Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

20
Ago19

O desfralde correu bem

Revista Saúda

desfralde.jpg

O Dinis já consegue permanecer um dia inteiro sem a fralda. Na escola colocam-lhe a fralda na hora da sesta e já tem acontecido ela vir seca. Ele tira sozinho os calções e as cuecas, senta-se no bacio e depois despeja-o na sanita. De vez em quando ainda acontece um descuido, mas nada de extraordinário. Achamos que correu bastante bem. Ele foi dos últimos da sala de aula a entrar no processo de desfralde e, se calhar, ajudou-o ver como os outros faziam.

 

Zara e Luís 

17
Ago19

A praia faz bem

Revista Saúda

na praia.jpg

Tentamos ir à praia com os miúdos, pois o contacto com o mar é importante para ganhar alguma imunidade a problemas respiratórios. Ambos têm tido alguns problemas a esse nível, sobretudo o Dinis. Recentemente fez um timpanograma e os resultados deram como se o Dinis ouvisse debaixo de água. Por isso, o pediatra e o otorrinolaringologista recomendaram o contacto com a praia e o mar para limpar as vias respiratórias.

 

Zara e Luís

13
Ago19

O Dinis come melhor

Revista Saúda

o dinis come melhor.jpg

Durante o mês em que deixou de mamar, o apetite do Dinis alterou-se completamente. Infelizmente, no final do mês de Junho teve uma grande intoxicação alimentar e, para debelar o processo de perda de líquidos, voltei a dar-lhe a maminha. Desde então voltou a mamar, não tanto como antes, mas mama bem, especialmente à noite. No carro, raramente come, até porque agora mudei de carro e tento ter especial cuidado com a limpeza. Em casa dos avós maternos é que não pára de comer. Está sempre a petiscar. Come com gosto e sem quaisquer restrições. Quando saímos à rua, para ir ao parque, o Dinis acha piada a comer qualquer coisa no banquinho de jardim, especialmente se formos comprar algo ao cafezinho da zona.

 

Zara

11
Ago19

“Cacadas” na escola

Revista Saúda

gosto pela escola.jpg

O Dinis gosta muito de ir à escola. Às vezes até faz uma pequena dança antes de sair de casa. Sabe que sai de manhã  com o mano e o pai para ir à escola brincar com os amigos e fazer “cacadas”, (traduzindo: macacadas). Gosta muito da educadora Raquel e das auxiliares Mari e Nini, está sempre a falar nelas cá em casa. Especialmente a Nini, a pessoa com quem mantém maior ligação afectiva e respeito. Depois da escola, tenta contar alguma coisa que tenha acontecido, seja por meio de alguns exemplos gestuais ou pequenos conjuntos de palavras. Tranquiliza-me imenso perceber que o Dinis adora a escola e tem relações interpessoais próximas e saudáveis com quem cuida dele.
 
Zara

 

07
Ago19

Finalista

Revista Saúda

finalista miguel.jpg

Todos os anos marcamos na agenda a festa de final de ano da escola. Desta vez foi mais especial: foi o último ano do Miguel no Lar da Criança. Foi o nosso finalista. Em Setembro já vai para a escola primária. Quanto ao Dinis, quando há festa está pronto. Sempre atento às actuações dos meninos mais velhos e a cantarolar e a dançar.
 
Luís

 

04
Ago19

O "avô do piu-piu"

Revista Saúda

O avô.jpg

 

Aos fins-de-semana costumamos convidar o avô Francisco para almoçar connosco. Ele gosta de visitar os netos e o Dinis tem um grande carinho pelo "avô do piu-piu". Chama-lhe assim porque foi ele que ofereceu o passarinho. Nem sempre o Dinis come bem as refeições connosco, mas com o avô presente é diferente. Talvez seja o respeito pelo mais velho.

Luís

 

31
Jul19

Eu faço! (ou não...)

Revista Saúda

Pela nossa experiência, a idade dos dois anos é uma fase algo complicada. As crianças querem começar a fazer tudo sozinhas e acham que conseguem. Começam a ganhar autonomia para algumas tarefas e a tentativa-erro é importante para a sua aprendizagem. Mas, muitas vezes, uns segundos depois de tentarem e não conseguirem lá vem um "mano, mamã, papá… aduda!"

Zara

 

28
Jul19

Olha o Nemo!

Revista Saúda

No nosso dia-a-dia tentamos mostrar o mundo real aos nossos filhos. Fazemo-lo de forma ligeira e lúdica, mas sem deixar de realçar a importância das coisas. Por exemplo, a analogia entre os desenhos animados e a realidade. No aquário, tivemos a oportunidade de lhes mostrar que a Dóri e o Nemo existem de verdade e vivem no oceano. Assim podemos abordar questões como o cuidado com o ambiente, para não destruir a “casa dos peixinhos”.
Zara

21
Jul19

Que bicho tão giro!

Revista Saúda

gosto pelos animais 1.JPG

Não nos restam dúvidas de que o Dinis adora animais! Tanto em casa como na rua, sempre que os vê fica muito contente. Os animais que ele reconhece melhor são os da quinta e da selva. É natural, são aqueles que costuma ver em livros ou na TV. Por isso mesmo, é importante ver animais fora do comum, e reais, para conhecer o mundo.
Luís

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D