Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

12
Dez18

Parabéns filha

Revista Saúda

 

20181206_bebe_sauda_rodrigo_fundao_003_MLP.jpg

A 10 de Dezembro fizeste quatro anos. Quatro anos de um amor impossível de descrever. A Margarida tem algo especial que cativa qualquer pessoa. Desejamos que ela continue a ser sempre feliz, com aquele sorriso contagiante. Muitos parabéns princesa linda do nosso coração. Que o teu dia seja repleto de magia e todos os teus sonhos se realizem. Um Grande beijinho da mãe, do pai, da mana Ritinha e do mano Rodriguinho.

Vera 

 

10
Dez18

Férias fazem sempre bem

Revista Saúda

 

5338dcb5-b870-4801-aecc-382648668705.JPG

 

Aproveitámos o feriado de 5 de Outubro para umas miniférias. Fomos conhecer sítios novos na zona de Leiria e rever amigos. Até fomos a Fátima que andávamos para visitar desde o nascimento do Rodrigo. A Margarida adorou conhecer a história dos três pastorinhos, visitámos a casa deles, em Aljustrel. Fomos ao Museu de Cera e acabámos na capelinha das Aparições. Neste local há uma mistura de emoções e fé. Conseguimos descontrair, já que o descanso com os pequenos é sempre escasso.

Vera e Hugo

06
Dez18

A importância do não

Revista Saúda

 

ANF_bebe_Fundão_Ago18_29.jpg

 

Não sou hostil com o Rodrigo, tenho sempre presente que ele ainda é muito pequenino e está num processo contínuo de aprendizagem. A estratégia é ensinar o não. Porque é a partir do primeiro ano que se ensina o não. Não lhe batemos obviamente, nem faz sentido. Mesmo que lhe desse um açoite ele não sabe o que significa. Às vezes subo o tom de voz e explicando-lhe que a asneira não deve ser levada a cabo. Mas ele insiste e chora. Determinado, tenta levar a sua avante. Com o tempo há-de aprender que não é não.  

Vera 

 

03
Dez18

O primeiro Halloween do Rodrigo

Revista Saúda

HalloweenVera_n.jpg

 

Este ano o dia das bruxas foi diferente. A Margarida e eu decorámos uma abóbora para levar para a escola. O Rodrigo batia palmas e riu-se muito para a Margarida, enquanto ela tirava as pevides. No dia a Margarida transformou-se numa linda bruxa. O Rodrigo também levou um adereço na cabeça que fizeram na escola. Chegados a casa fomos animar os vizinhos e aquecer os seus corações com sorrisos.

Vera

 

 

 

30
Nov18

A hora da birra

Revista Saúda

ANF_bebe_Fundão_Ago18_03.jpg

  Nunca sou agressiva com o Rodrigo, ele ainda é um bebé e está a aprender a conviver com a regras da casa. Para já, a estratégia é ensinar o não. Porque é nesta fase que se ensina. Evidentemente que não lhe bato. Não se justifica. Mesmo que lhe fosse dar uma palmada, ele não sabe o que é uma palmada. A técnica é falar mais alto explicar-lhe que não se mexe ali. Ele insiste, chora, esperneia e deita-se para o chão. É chamada a hora da birra.  

 

Vera

23
Nov18

Natação aos sábados

Revista Saúda

Natação.jpg

 

A rotina dos sábados mudou. A tarde é passada na piscina do Fundão. Primeiro a Margarida e depois o Rodrigo para chapinhar na água e começar a dar as primeiras braçadas. Quando estamos os dois é tudo mais fácil, quando o Hugo não está, recorro aos meus pais porque é preciso ir com os dois para a água. A natação é um desporto muito completo porque desenvolve grande parte dos músculos, melhora a agilidade, a mobilidade e controla a respiração. 

Vera  

20
Nov18

Comboio humano

Revista Saúda

comboio.jpg

 

O Rodrigo sente-se seguro quando está apoiado e agarra-se às costas da irmã. E lá andam eles pela casa fora a apitar como se fossem um comboio em miniatura. Esta brincadeira tem variações, pode ser feita como se ela fosse o seu cavalinho. Ou então vão buscar um dos carros da Margarida. Ela tem prazer em entreter o irmão.

Vera

14
Nov18

A apanha das castanhas

Revista Saúda

castanhas.JPG

 

O Sol ainda brilha e os “ouriços” já abriram. Viver no campo permite-lhes chegar da escola e ir apanhar folhas e castanhas para celebrar a chegada do Outono. O Rodrigo adorou o toque da castanha, mas estranhou o sabor depois de cozinhada. A Margarida, uma verdadeira aventureira, abriu ouriços, tirou a castanha, apanhou folhas, fez colagens, comeu as castanhas e gritou bem alto, "Finalmente chegou o Outono!". E assim se vive feliz no campo.

Vera

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D