Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

17
Abr19

"Professor" Miguel

Revista Saúda

professor Miguel.jpg

Incentivei mais a evolução do Miguel do que a do Dinis. Por exemplo, na linguagem. Com o Dinis tenho menos disponibilidade, porque já é o segundo filho. Mas agora é preciso intervir menos porque o irmão é quase um professor para ele. Para o Dinis, o Miguel é um estímulo e um exemplo. É quase um ídolo. Ele está sempre a observar como o mano se porta, como brinca, como faz certas tarefas. E, claro, vai imitando o irmão.

Zara

16
Abr19

Era uma vez...

Revista Saúda

 

Com a Primavera, vamos tentar desfraldar o Rodrigo. O ‘pitó’, o nome que damos ao bacio no Fundão, está na casa de banho e ele já diz que é para o cocó. Ele senta-se e acha piada. Já começa a fingir que está a fazer força mas, até agora, nunca fez nem chichi nem cocó. A Margarida anda toda entusiasmada com a situação e gosta de ir buscar livros e contar histórias ao irmão, enquanto ele está no ‘pitó’, na esperança de que algo aconteça. Vamos ver como corre.

14
Abr19

Que crescido!

Revista Saúda

Dinis 2 anos.jpg

No dia 12, o Dinis fez dois anos. Calhou a uma sexta-feira e, por isso, a festa foi na escola, com um bolo partilhado com os amigos. Ele já se entusiasma com estas celebrações, habituou-se com as festas dos colegas.
O tempo passou a correr! A partir dos dois anos há muitas mudanças, a nível comportamental e de autonomia. Notamos como o Dinis quer ser mais independente e fazer as coisas sozinho, mesmo que muitas vezes ainda não consiga.

Zara e Luís

13
Abr19

Penedo Furado, um pequeno paraíso

Revista Saúda

penedo_furado.jpg

 

Fizemos um trilho em Vila de Rei no meu trabalho. Como achei a zona tão bonita e estava para breve a abertura dos passadiços da praia fluvial do Penedo Furado, decidi programar um dia em família. O tempo que lhes dedico é limitado. Assim que soube que os passadiços estavam abertos ao público comecei logo a programar um passeio. Fomos no Domingo. Fizemos os passadiços que terminavam num lago e numa cascata lindíssima. Nesse dia, usámos todos os sentidos: saboreámos o almoço, vimos, ouvimos, cheirámos e tocámos no melhor que a natureza nos pode oferecer. Foi um dia muito bem passado. O Rodrigo adorou.

 

Hugo Silva

10
Abr19

Vontade de trabalhar

Revista Saúda

zara trabalho.jpg

O estágio que fiz, no seguimento do curso de Auxiliar de Farmácia, correu muito bem. Gosto muito desta área da farmácia: poder ajudar os outros, ouvir, aconselhar. Num balcão de farmácia poderei usar o que estudei na área da psicologia, gerontologia e, agora, da farmácia. É uma área que me fascina!
Tenho muita vontade que aconteça e estou só à espera de algumas decisões familiares para poder ingressar no mercado de trabalho. Não vai ser na farmácia onde estagiei, e onde trabalha o Luís, mas na outra farmácia da família.

Zara

09
Abr19

A alimentação do Rodrigo

Revista Saúda

 

Tento que o Rodrigo coma alimentos com fibra para o ajudar a equilibrar o trânsito intestinal, o que nem sempre é fácil. A ameixa é uma das frutas que ele adora comer, mas não pode ser aos pedaços. Tem de ser inteira. É um menino muito autónomo em tudo. A refeição não é excepção!

 

07
Abr19

Minha querida chupeta

Revista Saúda

dinis chupeta.jpg

Quase a fazer dois anos, o Dinis está cada vez mais autónomo. Mas ainda não largou a chupeta. Na escola consegue viver sem ela, mas em casa nem por isso. A chupeta é um pequeno consolo que tem, quando acontece alguma coisa menos boa, se tem sono ou faz uma birra. Já devíamos tê-la tirado, mas nem sabemos quando vamos fazê-lo. Esta é uma fase de grandes desafios. Temos o desmame, o desfralde… Tem de ser uma coisa de cada vez.

Zara e Luís

 

 

06
Abr19

Preferências clubísticas

Revista Saúda

 

Sou do Futebol Clube do Porto e procuro influenciar os meus filhos. Como gostam muito de música, tenho o hábito de colocar as músicas do Porto e fazemos a festa juntos. Também é para "picar" um bocadinho a Vera que é do Benfica, confesso.

02
Abr19

Comida? Só inteira!

Revista Saúda

1.jpeg

 

O Rodrigo bebeu pelo biberão muito poucas vezes. Desde muito pequeno, mostrou bastante autonomia à refeição. Aos 18 meses, sinto que está a crescer e a desenvolver-se muito bem: já não quer o biberão, prefere um copo com palhinha. Também não quer o frango desfiado mas uma perna de frango na mão. E já prefere uma peça de fruta para roer, não a quer cortada. Se insisto, exclama logo: "Não. Dar de comer ao Rodrigo, nem pensar, eu já sou crescido.” O único problema é o estado em que a cozinha fica às vezes. Ainda por cima, quando é repreendido por deitar a comida para o chão, resmunga. Então, vamos deixar comer o nosso pequenote. Ele ainda está a aprender.

Hugo e Vera

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D