Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

12
Mar19

Os meus dentinhos

Revista Saúda

IMG_20190216_131749.jpg

 

Com um ano, o Rodrigo tinha sete dentes. Aos 18 meses, ganhou mais um. Está numa fase em que as gengivas estão todas em erupção, parece-me que os dentes estão a furar todos ao mesmo tempo. Têm sido noites mal dormidas, muito agarrado a mim, à maminha. Durante o dia, continua com a mesma boa disposição.

 

Vera

28
Jan19

O exemplo a seguir

Revista Saúda

Há um ano o Rodrigo começou a introdução à alimentação complementar. Foi um período muito engraçado de muita experiência nova e aprendizagem, tanto para ele como para nós. Um ano passou e começou a comer sozinho. Muitas vezes está a comer a sopa e pede para comermos também, como se fôssemos o "exemplo a seguir". Isso leva-nos a perceber que ele está muito atento a tudo o que fazemos e somos de facto o exemplo dele. Portanto nada melhor do que comer bem, respeitar o momento à mesa, aproveitar para contarmos por exemplo como foi o nosso dia. Este momento a três fortalece a relação como família. E sim, todos temos que comer a sopa.


Diogo

21
Jan19

Filho doente? O que é isso?

Revista Saúda

 

ANF_bebe_Belem_19.jpg

Até à data não sabemos o que é ter um filho doente. O Rodrigo só teve uma vez debilitado e, felizmente, foi por muito pouco tempo. Esse episódio aconteceu quando estava perto de fazer um ano e estávamos de férias. Ele fez um pouco de febre, mas acabou por passar rápido. Nunca tivemos necessidade de o levar a um hospital. Felizmente, temos a pediatra sempre contactável e também contamos com o apoio da avó que é enfermeira e da tia do Rodrigo que é farmacêutica.
Ana e Diogo

19
Jan19

Rotinas do sono

Revista Saúda

 

BebeSauda_Dinis_IMG_7781.jpg

O Dinis está bastante melhor ao nível das rotinas do sono e já dorme períodos mais longos durante a noite. Associo isso a duas razões: por um lado, continuo a fazer co-sleeping, o que faz com que ele sinta o meu toque e o meu cheiro ajudando-o a dormir melhor.
Por outro lado, acredito que os cuidados com a alimentação também estejam a ajudar. Embora não esteja a ser muito fácil para mim perder peso, dado o meu historial clínico, noto que a minha alimentação influencia a qualidade do leite. Por exemplo, se bebo mais chá de camomila ou como mais frutos secos apercebo-me que ele dorme muito melhor.
Zara

15
Nov18

A mãe cuida

Revista Saúda

 

Dinis_BebeSauda_B9A2089.jpg

Nunca é fácil ver os nossos filhos doentes. O Miguel teve febre de fenos (rinite alérgica) e acabou por ter de ficar duas semanas em casa pois tinha febres altas. Já no último dia em que o Miguel ficou em casa, o Dinis desenvolveu uma pequena infecção respiratória.
Com eles debilitados, os dias não foram fáceis. Para além de preparar as refeições foi necessário dar-lhes a comida à boca pois não se sentiam capazes de comer sozinhos. Também lhes fiz banhos tépidos para a febre baixar.
Não foi fácil pois exigiu muita ginástica e jogo de cintura… Ainda tive de encontrar energia e tempo para estudar os últimos módulos do curso que estou a tirar. Mas para uma mãe não há missões impossíveis, pois não?

Zara

21
Out18

Beijinhos de mãe curam

Revista Saúda

Mag_111.JPG

Se há coisa que não falta cá em casa é arnica. Ando sempre com isso. Ainda não tivemos nenhum susto grande que nos obrigasse a recorrer a primeiros socorros… Eu sou mais stressada do que o pai. Não tenho nem os instintos nem as reacções dele que, se acontece alguma coisa, vai logo levantá-los do chão ou pôr gelo. Se por exemplo o Daniel cai, a primeira coisa que faço é pegar nele ao colo e abraçá-lo. Diz-se que os beijinhos da mamã curam muita coisa.


Ana

06
Out18

A depressão mudou-me

Revista Saúda

BebeDinis_TVC2892if.jpg

Passar por uma depressão pós-parto foi importante. Tornei-me outra pessoa como mulher e mãe. Por exemplo, sinto que consigo lidar melhor com problemas e/ou momentos de discussão. Costumava dizer que, entre nós os dois, o Luís era o mais sensato e sabia lidar melhor com os momentos mais stressantes da vida de pais. Mas, neste momento, acho que isso se inverteu.
Continuo a fazer co-sleeping com os miúdos e isso faz com que o Luís durma no sofá ou na cama do Miguel. Como acaba por dormir pior fica com menos paciência e tolerância. É uma fase. 
Zara

02
Out18

Onde está a cabeça? E o nariz?

Revista Saúda

BebeDinis_TVC3591.jpg

O Dinis já identifica algumas partes do corpo humano. Na brincadeira fizemos-lhe perguntas sobre o assunto e apercebemo-nos que ele já sabe indicar a barriga, a cabeça, o pé, os olhos, e a boca. Também já consegue distinguir muito bem animais em livros ou desenhos animados. Os cavalos e os cães são, para já, os animais de que gosta mais.
Luís

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D