Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

24
Fev19

«Paaai!»

Revista Saúda

BebeSauda_Dinis_IMG_7724.jpg

Quando acorda, o Dinis tem um hábito muito engraçado: chama insistentemente pelo pai. Muitas vezes, sai da nossa cama e vai a correr para a casa de banho à procura do Luís. Para minha surpresa, admito, o Dinis criou uma ligação muito forte com o pai desde muito pequenino. Quando o pai vai trabalhar ou às compras, ele chora – e não é pouco!
Quando o Miguel era bebé chamava mais por mim e, por vezes, até rejeitava o colo do pai nos momentos quando precisava, por exemplo, de ir à casa de banho ou na hora do banho. É caso para dizer que o Miguel é mais menino da mamã e o Dinis é do papá.

Zara

14
Out18

Mudança de planos

Revista Saúda

 

Mag_048.JPG

A minha ideia inicial era que a Margarida e o Daniel partilhassem um quarto, mas ultimamente o nosso pequeno tem tido noites muito agitadas por causa dos terrores nocturnos.
Penso que será positivo tanto para um como para o outro que cada um tenha um quarto. Até ao final do ano vou organizar e preparar o espaço da Margarida. De certa maneira desisti da ideia de partilharem tudo, mas não totalmente.  Estamos empenhados em ensinar ao Daniel que os brinquedos são dele e da irmã.  
Por outro lado, conversei com a pediatra e percebi que é preciso quebrar este ciclo das mamadas nocturnas… Quem sabe se ao ficar em quarto próprio, a Margarida não passa a dormir a noite inteira e torna-se mais independente. Vamos fazer figas!   


Ana

28
Ago18

Cheirinho de mãe

Revista Saúda

mrf20170831_MG_192800084.jpg

Quando chega a noite e me deito, o Rodrigo adormece comigo na cama mas se me volto para o outro lado da cama, ele também se volta no mesmo sentido. Acredito que é por causa do meu cheiro, ele sente que a mãe está ali. Por este motivo gostava de tentar mudá-lo para o próprio quarto para ver se ele se adaptava e não ficava tão dependente do cheiro e do contacto da mãe. Até já cheguei a experimentar pôr uma camisola minha, quando ele está na cama, mas não resultou.

Quando foi com a Margarida este processo foi tão diferente, aos cinco meses ela já estava a dormir no próprio quarto. Acordava só uma vez durante a noite, e eu, claro, levantava-me, dava-lhe de mamar e voltava a deitá-la. Ela voltava a dormir, mas o Rodrigo é muito, muito diferente.

Vera

25
Ago18

Levanta-te mãe

Revista Saúda

 

ANF_bebe_Fundão_50.jpg

O Rodrigo está numa fase em que anda muito apegado à mãe e acorda muitas vezes durante a noite. Já falamos em pô-lo a dormir no próprio quarto, mas, sinceramente, ainda não estou a ver a Vera a deslocar-se ao quarto do Rodrigo três ou quatro vezes por noite… Ainda é mais confortável ter o berço no nosso quarto. É um processo progressivo. Talvez durante este Verão se faça a mudança.

Hugo

29
Jul18

A rotina do sono

Revista Saúda

 

ANF_Alive_net_008.jpg

É muito raro o Rodrigo dormir noites inteiras. Desde cedo percebemos que ele precisava muito do contacto connosco para se acalmar e adormecer. Por isso a opção pelo babywearing foi uma ajuda preciosa nos primeiros meses de vida. Hoje em dia a rotina de sono do Rodrigo passa por acordar perto das 08h00 ou 09h00 da manhã, fazer uma sesta de manhã perto das 11h00 e outra a seguir ao almoço - a qual por vezes pode "derrapar" para o final da tarde, quando vamos os dois passear perto de casa.

Depois do jantar, por volta das 21h30, é quando o levamos para o quarto e o tentamos adormecer. Nem sempre é fácil que durma nem que o faça durante muito tempo, às vezes acorda duas ou três vezes, ou mais, durante a noite!

Um dos truques que temos usado ultimamente é um difusor de óleos essenciais com Lavanda que colocamos a funcionar antes de o levar para o quarto, pois tem um efeito calmante. A verdade é que temos conseguido que durma mais noites seguidas ou com apenas uma interrupção o que é óptimo para o descanso dele e nosso também. 

23772877-6cd7-4e08-b7cb-5610e6e8269c.JPG

 Diogo

 

03
Jul18

À noite, no quarto

Revista Saúda

20180512_025140.jpg

O Rodrigo já dorme há algumas semanas na cama Montessoriana. Pusemos uns colchões ao lado pois tínhamos algum receio que ele caísse e se assustasse com a queda. A verdade é que ele ainda acorda bastante de noite e, muitas vezes, chora e quando o vamos ver está sentado fora da cama. Parece que andou a explorar o quarto, mas ainda a dormir. No outro dia fomos dar com ele a dormir na pontinha do colchão e lá conseguimos pegar nele sem o acordar e voltar a meter na cama “certa”. Está-me cá a parecer que cada noite vai ser uma verdadeira aventura com este rapaz. Quem tem aventureiros/as assim em casa?

Ana

 

16
Jun18

Tentativas de mãe

Revista Saúda

Furadouro016.jpg

 Tenho recorrido a novas estratégias para ver se a Margarida começa a ter outras rotinas de sono, mas não tem sido nada fácil… Uma das coisas que fiz, há umas semanas, foi seguir uma teoria que defende que o bebé é colocado no berço, mas, caso chore, os pais só podem ficar perto, sem o levantar.

Tentei, e, de facto, só tenho uma coisa a dizer: os três primeiros dias foram terríveis, mas a Margarida acabou por adormecer! 

No entanto, tudo aquilo pareceu-me muito violento - talvez até mais para mim do que para ela – e, por isso, ao fim do terceiro dia, desisti.
Quando estou a deitar-me, a Margarida chora imenso e põe-se aos berros… e eu, aí, confesso-vos, choro e não é pouco. Enfim, para já, não há muito a fazer. Sei que não vou dormir tão cedo, e isso é muito frustrante. Custa muito.


Ana

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D