Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

20
Jul18

Areia da praia, a nova descoberta

Revista Saúda

Aproveitámos a vinda de um tio da Ana, que vive fora de Portugal, para dar um salto ao Algarve e conhecer uma zona muito bonita cheia de encostas e grutas. Já tínhamos ido com o Rodrigo à praia no ano passado, mas, desta vez, com ele mais crescido deu para ver novas reacções.
A primeira que registámos foi que gostou do contacto com a areia: tocou, mexeu e claro, comeu! Já sabemos que isso faz parte e não podemos evitar, temos apenas que ter cuidado com os pedaços de concha ou pedrinhas para evitar o risco de engasgamento.
A segunda reacção foi à água do mar. Primeiro, olhou com desconfiança e quando lhe colocámos os pés na água (bem fria por sinal) ele estranhou e começou a choramingar. Estamos sempre a brincar a dizer que ele foi concebido na Indonésia por isso deve ser mais adepto de águas quentinhas! Voltaremos a tentar mais vezes nos próximos meses.

Diogo

11
Jul18

Rabiscos coloridos

Revista Saúda

De dia para dia, o Dinis está mais crescido e faz acções bem diferentes! É muito giro vê-lo a agarrar em canetas e lápis e a fazer rabiscos no papel, no chão, ou nas paredes… Estas são pequenas conquistas para ele e grandes momentos para nós. O nosso coração fica cheio.

 Por outro lado, assistir à cumplicidade dos dois irmãos faz-nos muito felizes. O Dinis está agora na fase da imitação: observa o que o irmão faz, e tenta fazer igual.

Penso que este contacto com uma criança mais velha faz com que se desenvolva com mais rapidez. Notamos isso porque, mesmo não querendo, comparamos os dois e apercebemo-nos que, nesta idade, o Miguel ainda não fazia certas coisas que o Dinis já faz.

Luís

08
Jul18

Diversão, aqui vamos nós!

Revista Saúda

Tanto eu como a Zara gostamos de visitar locais culturais, mas quando se tem filhos pequenos temos de fazer outro tipo de programas. Os parques infantis são uma opção à qual não há como fugir. A verdade é que nós também gostamos deste tipo de passeio, faz-nos sentir criança outra vez. Além de que, nestes locais, encontramos sempre pais com quem trocamos ideias sobre o desenvolvimento das crianças.


Luís

 

 

19
Jun18

Chamar a música

Revista Saúda

 

 Nesta fase, o Dinis é muito curioso com aquilo que o rodeia. Tudo serve para brincar sejam os próprios brinquedos, os do irmão ou qualquer outro objecto da casa!

Acima de tudo, ele gosta muito de coisas que façam barulho. O piano do mano é o seu objecto preferido. Ele costuma ficar junto ao móvel da sala a bater nas teclas e a “curtir” o som. Outra coisa que ele gosta muito de fazer é jogar tudo o que apanha para o chão desde carrinhos, colheres, bolas, a bonecos… Ele atira, grita e, depois, vai tentar apanhar.


Luís

17
Jun18

Família feliz

Revista Saúda

 

Viemos passar uns dias ao Alentejo e ficámos alojados num sítio que tinha uma quinta e um estábulo com muitos cavalos. Foi uma animação! O Miguel adora tudo o que é bicharada, não tem medo de nenhum animal e diverte-se imenso a dar-lhes comida. O Dinis também estava muito atento a observar tudo. Ele achava muita graça às macacadas do mano enquanto o Miguel estava a dar palha aos cavalos. Para mim e para a Zara é muito engraçado ver os nossos filhos tão animados.Apesar de ser cansativo organizar uma saída de casa, devido a toda a logística envolvente, acaba por ser gratificante ver os nossos meninos deliciados com as brincadeiras. Para nós é importante ter estes momentos, sempre que é possível, pois não só quebramos a rotina como mudamos de ares.

2018-27-05-14-58-44.jpeg

Zara e Luís

12
Jun18

Portugueses e com orgulho!

Revista Saúda

 

_DSC9870.JPG

Desde criança que eu e o desporto nunca fomos muito próximos. A verdade é que, em miúdo, tinha pouco jeito para lidar com a bola e, por isso, o meu interesse por futebol, daí para a frente, nunca foi muito. Mas sou um simpatizante do Benfica. 

Apesar de não dar grande importância ao futebol, os jogos da nossa Selecção mexem sempre com as nossas emoções. Sinto sempre que o ambiente vivido no estádio chega a nós. E o momento do hino é bastante forte e emotivo. Sou um português orgulhoso do nosso país e da nossa história.
Este ano, depois de sermos campeões da Europa, a fasquia está alta. Com a qualidade da nossa equipa, acredito que podemos chegar longe e, quem sabe, ganhar o Mundial. Este primeiro jogo é um grande desafio pois estaremos perante Espanha, é preciso pensar que sairemos vitoriosos.


Luís

 

02
Abr18

Explorar, todos os minutos

Revista Saúda

 

ANF_bebe_Fundão_50_net77.jpg

O Rodrigo recebeu um presente curioso: duas pulseiras e um par de meias coloridas. Tem sido muito giro ver como ele reage a estes acessórios. Sempre que está a usá-los tenta agarrar, não só os bonecos coloridos que tem nos pulsos como os que tem nos pés. Esperneia-se e tenta agarrar a zebra e a girafa, que estão na ponta das meias.
Tanto as pulseiras como as meias têm bonecos que, de certa forma, o ajudam a fazer ginástica. É bom ver que o nosso menino está numa fase em que começa a querer explorar tudo o que o rodeia.


Vera

10
Mar18

Diverte-te meu filho

Revista Saúda

 

 

Há algumas semanas levámos o Rodrigo a um teatro para bebés. Ele sempre foi um bebé muito atento e começa a interagir com a música e os movimentos que vê. O teatro é muito engraçado, até para nós adultos - dois actores falam, cantam e brincam com os bebés, apresentando-lhes vários tipos de materiais. Caem bolas de sabão e aparecem muitos balões, que todos se apressam a apanhar. O Rodrigo gostou muito e acho que daqui a uns meses vamos voltar, quando ele já estiver a gatinhar e interagir ainda mais, pois com certeza vai voltar a divertir-se.

Diogo

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D