Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

18
Jun18

Um exercício de liderança

Revista Saúda

mrf20180405_MG_864500065.jpg

No livro “Pergunte ao Pediatra”, Carlos González defende «que o primeiro exercício de liderança é ter uma criança». Nós pais, acabamos por nos desenvolver como líderes porque estamos a educar um pequeno ser. Não serve de nada sermos pequenos ditadores porque isso não vai funcionar. Com um bebé vamos aprendendo a liderar pessoas, esta é uma competência que também se desenvolve. E que irá exigir ainda mais de nós a partir do momento em que ele tiver mais locomoção. Quando ele começar a correr de um lado para o outro aí vai exigir da nossa parte outras valências. A questão da liderança neste processo vai ser mais importante. Porque aí ele vai claramente perceber que pode fazer umas coisas e outras não. Vai ser um exercício giro e definitivamente será “o” desafio dos próximos meses.

Ana e Diogo 

 

05
Jun18

Programa de Mulheres

Revista Saúda

 

programa de mulheres .JPG

 

A profissão do Hugo exige-lhe que trabalhe por turnos e muitas vezes ao fim de semana ele não está connosco. E tenho procurado fazer programas diferentes principalmente com a Margarida. Aos domingos temos cinema gratuito na Covilhã e temos ido várias vezes com a Rita, onde não falta o balde das pipocas. São sessões matinais seguidas de um almoço a três e só de mulheres. Entretanto vamos buscar o Rodrigo que ficou com a minha mãe e um biberon de leite e vamos passear para o parque do Fundão. Agora que os dias estão maiores são muito mais proveitosos e tentamos usufruir dos tempos livres da melhor maneira. As rotinas do dia-a-dia nem sempre são fáceis de gerir em simultâneo com a vida social. Mas estamos a ver se as necessidades lúdicas não são negligenciadas.  

Vera

04
Jun18

Pai para toda a obra

Revista Saúda

 

mrf20180405_MG_847100065.jpg

 

Da licença prolongada aquilo que estou a gostar mais é da relação que estou a criar com o meu filho. Só através da vivência é que uma pessoa consegue sentir o que estou a sentir. Tenho tempo para estar com ele em todos os momentos. Desde as brincadeiras à alimentação, sem esquecer claro a troca de fraldas. A cumplicidade que existe entre ele e eu é muito grande. Conseguir entender a diferença entre um choro, um pedido, um gesto através dessa comunicação não verbal e conseguir acalmá-lo ou excitá-lo se for caso disso é incrível. A relação que estamos a criar é excepcional e eu estou a adorar. É evidente que é um relacionamento que exige que esteja sempre atento ao que se está a passar com ele.

 Diogo

01
Jun18

O balanço do BLW

Revista Saúda

mrf20180405_MG_843800065.jpg

 Traduzido para português Baby Led Weaning (BLW) significa desmame liderado pelo bebé. É uma refeição em que ele é a autoridade, é ele que escolhe. Foi este método que escolhemos para o nosso filho. Temo-nos apercebido que cada vez mais se usa o BLW.  Consideramos este método versátil e não tem que ser aquilo ou nada. Introduz-se da mesma forma que as outras pessoas o fazem com as papas e as sopas só que aumenta bastante a independência deles a comer, o gosto pela comida e até a motricidade fina que o bebé utiliza para levar as coisas à boca. Já o comprovámos com o Rodrigo, sabemos que melhora a mastigação e a deglutição. Sabemos também que ajuda no desenvolvimento da dentição. Vemos, por exemplo, que o Rodrigo tem curiosidade pela comida e as refeições são sempre momentos agradáveis. Só não sabemos se isto se deve ao facto de ele gostar mesmo de comer ou ao BLW. O balanço é positivo. As refeições em família são sempre horas felizes.

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D