Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

19
Fev19

Amor em família

Revista Saúda

IMG-20190217-WA0021.jpg

 

O Dia dos Namorados este ano foi muito completo. Como o Hugo estava de folga, fiz-lhe uma surpresa e tirei um dia de férias. Passámos o dia juntos e vivemos momentos muito felizes. Fomos buscar os pequenos cedo à escola e ainda houve tempo para brincadeiras no parque da cidade. O dia acabou com um jantar de família no nosso restaurante preferido.

 

Vera

14
Fev19

Amor a três

Revista Saúda

mrf20180712DSCF272700047.jpg

Um filho muda bastante a dinâmica de um casal. Os momentos de intimidade podem ser difíceis de manter porque a exigência de horários e o planeamento acaba por tornar o dia-a-dia menos "descontraído". No entanto, nós não deixámos de ter momentos a dois para conversar e namorar, achamos que é essencial para que o casal se mantenha unido!
Houve alturas, nos primeiros meses de vida do Rodrigo, em que o cansaço nos levou a discutir por coisas tontas, mas sempre procurámos manter uma comunicação aberta e deixar o orgulho de parte. Se há coisa que sentimos que ganhámos com a vinda do Rodrigo foi uma noção de "família" que nos completa e que ambos desejávamos.

Cá em casa gostamos de boas desculpas para celebrar o Dia dos Namorados, mas não fazemos muita questão que essa celebração seja sempre em dias "oficiais". Por acaso desta vez vamos a um concerto. Vai ser uma saída a dois, e vai saber-nos muito bem!

Ana

12
Fev19

Celebrar o amor

Revista Saúda

 

BebeSauda_TVC2858IF.jpg

Quando se é pai, as datas comemorativas têm um significado ‘antes’ e depois’ do nascimento dos filhos. O Dia dos Namorados não é excepção. Antigamente costumávamos assinalar a data com um programa diferente. Em 2011, por exemplo, fizemos um jantar romântico à luz das velas com corações por todo o lado. No ano seguinte fomos jantar ao Teatro de Portimão com direito a espectáculo e música ambiente. Já em 2013 viajámos até Paris, França, e fomos à Euro Disney.
No entanto, desde que temos os miúdos, a disponibilidade não é tanta… mas não deixamos de dar um “miminho” amoroso um ao outro nesse dia.
Para nós, é mais importante a data de início da nossa relação (13 Novembro de 2010). Até porque todos os dias são dias bons para celebrar o Amor.

Luís e Zara

07
Fev19

Novo emprego, novos desafios

Revista Saúda

mrf19011700043.jpg

A mudança de emprego trouxe-nos novos desafios enquanto pais. A mim fez-me ter de planear ainda melhor o final do dia. Tudo para garantir que consigo estar em casa quando é preciso. Coordenamo-nos de forma a que um de nós possa estar presente para dar-lhe o banho ou o jantar.
No novo emprego o Diogo ficou a trabalhar no centro da cidade e, por isso, demora mais tempo por causa do trânsito.
Se fizermos o paralelismo com outras sociedades em que os trabalhadores saem do emprego às 16h30 ou às 17h00 e têm mais tempo livre para as crianças, é caso para dizer que em Portugal, toda esta gestão é um desafio.
Tanto eu como o Diogo saíamos pelas 19h00 o que significa que quando chegamos a casa temos duas horas e meia em que o nosso filho está acordado… Se pensar em tudo isto a frio dá-me alguma pena.
Felizmente estamos a trabalhar em empresas que privilegiam a flexibilidade e, por isso, quando precisamos de sair mais cedo ou passar um dia em casa não existe qualquer problema.
Ana

06
Fev19

Objectivos traçados são para cumprir

Revista Saúda

vera.jpeg

 

Defini como meta defender o meu doutoramento antes de a Margarida ir para a escola primária. Como ela fez 4 anos em Dezembro, apercebi-me de que o doutoramento é a minha prioridade neste momento. Para conseguir concretizar este objectivo, defini uma estratégia, dedicar cinco horas por semana ao doutoramento. Como em casa é quase impossível, a minha hora de almoço passou a ser de digestão rápida e dedicada às leituras, pesquisas e escrita da tese. Para já, está a dar resultado. Eliminei da minha vida tudo o que me distrai, como o Facebook. O ano de 2019 é para concretizar objectivos e atingir resultados.

 

Vera

05
Fev19

Festa

Revista Saúda

Quando estamos de serão em casa, uma das guloseimas que gostamos de fazer são pipocas. Os miúdos adoram participar, e vê-las a saltar por todo o lado! Antes costumávamos fazer as pipocas numa panela, mas agora fazemos numa máquina que os avós nos deram.
É sempre uma grande animação, sempre que o fazemos. Preferimos dar pipocas aos miúdos pois é mais saudável.
Luís e Zara

04
Fev19

Vida de campo

Revista Saúda

1. Vida de Campo.JPG

Temos imensa sorte de ter parte da família a viver fora das grandes cidades pois isso permite-nos ter uma ligação maior ao campo e à natureza.
Quando vamos ter com os avós de Torres Vedras, tentamos sempre dar um salto à casa das bisavós onde podemos colher laranjas, tangerinas, abóboras, couves e tantas outras coisas boas.
É uma oportunidade óptima para o Rodrigo ganhar a noção de que os alimentos que come vêm da terra e requerem esforço e dedicação para tratar e colher. Ele gosta imenso de explorar e sempre que pode aproveita para provar os alimentos. Ou não fosse ele um excelente garfo!

Diogo

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D