Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

13
Ago18

Noites sem dormir, ou não…

Revista Saúda

Ultimamente a Margarida anda a dormir mais horas seguidas. Mas se a Margarida dorme melhor é o irmão que faz das suas. O Daniel já está no quarto dele e acorda muitas vezes durante a noite. E chama-me: mamã quero leitinho, quero ir para a tua cama, ou simplesmente: mamã, fiz xixi. Qualquer desculpa serve para chamar. Ou seja, as minhas noites são praticamente iguais.

Ana

 

Ana&Daniel172.jpg

 

As minhas noites continuam tranquilas. Tenho uma vantagem o Daniel só chama a mamã. Se eu lá for acudi-lo volto para trás porque ele só quer a mãe. Ainda que eu eventualmente acorde, tenho essa desculpa.

Daniel

 

12
Ago18

Ele assobia!

Revista Saúda

Este feito é inédito. Acho que nunca conhecemos nenhum bebé que assobiasse, mas o nosso filho assobia! Tudo começou com a careta que começou a fazer e com a qual ganhou a a alcunha de ‘Biquinho’. Depois disso ele começou a entender que se puxasse o ar para dentro, a boca fazia barulho e daí até ao assobio foi um instante. Agora, quando lhe pedimos para o fazer, ele assobia todo contente. E, claro, espanta meio mundo pois ninguém está à espera que ele assobie realmente. Há quem diga que ele até já assobia melhor que alguns adultos. Eu acho que é a veia musical (afinal ele quis nascer durante um concerto) a mostrar-se cedo. Acham que sim?


Diogo

04
Ago18

Ali não se mexe

Revista Saúda

 

BebeSaudaDinis_TVC2156.jpg

 

Quando tivemos o primeiro filho fizemos um grande investimento em termos de segurança. Mas sinceramente não resultou. O Miguel facilmente percebeu como se desencaixavam os dispositivos de segurança das gavetas e das portas. Com o Dinis no que toca a segurança acabámos por não fazer quase nada. Ele abre gavetas, entala-se, chora e depois volta a abrir e a repetir o processo.  Estamos seguros que um dia vai aprender a lição. Está a adquirir as defesas e a segurança por tentativa/erro. O maior cuidado que temos é com as portas, porque o Dinis gosta muito de ir até à varanda. Vai a gatinhar para a varanda e esta é perigosa por todos os motivos. Nesse caso especifico temos mais cuidado. Assim como estamos sempre a verificar se a porta da rua está trancada. O que fazemos é usar ‘segurança verbal’ e explicar-lhes que há coisas que não se mexem. Ele já percebe. Já fica a olhar muito sério e sabe que é o armário dos detergentes.

Luís

03
Ago18

Ano novo, vida nova!

Revista Saúda

 

É já em Setembro que a Margarida vai para a escola e estou muito ansiosa. Fico muito triste quando penso que o dia está a aproximar-se. O meu lado emocional não quer que ela vá, mas sei que me vai fazer bem deixá-la ir. Estou a pensar em voltar a trabalhar. Idealmente alguma coisa a partir de casa para manter os horários que tenho com os meus filhos. Quero continuar a ir buscá-los à escola, a estar disponível, se for necessário ficar com eles em casa. Idealmente, vamos ver se é possível na prática. Acho que das primeiras vezes prefiro que seja o pai a levá-la. Há pouco tempo fui deixar o Daniel à escola e custou-me muito deixá-lo. Ele chorou muito, eu chorei muito. Se calhar é mais fácil para mim ser o pai a levar e eu continuo a ir buscá-los.

Ana 

Ana&Daniel193.jpg

 

Brinco que a Ana vai «morrer» quando a Margarida for para a escola. E para aligeirar digo também que para ela sair da barriga dela também custou um bocado. Eu encaro esta nova etapa com bastante tranquilidade. Faz parte do progresso das suas vidas. É assim que eles que eles ganham competências sociais, autonomia, entram no mundo e apanham germes.

Daniel

31
Jul18

O Dinis já lava os dentes

Revista Saúda

 

BebeSaudaDinis_TVC2097.jpg

 

No primeiro ano de vida é fundamental criarmos hábitos de higiene oral. Por isso já começámos a lavar os dentinhos ao Dinis. Quando ele era mais pequeno também havia a questão dos estimuladores da gengiva, os dedais para aliviar a fase em que os dentes rebentam.  Sem sermos muito exagerados tentamos, sempre que possível, habituá-lo a lavar os dentes. A escova e a pasta devem ser apropriadas para a idade deles. As pastas de dentes para bebés têm sempre uns sabores adocicados. Eles gostam mais de comer a pasta do que propriamente lavar os dentes, mas são bons hábitos que vamos criando.   

Luís 

29
Jul18

A rotina do sono

Revista Saúda

 

ANF_Alive_net_008.jpg

É muito raro o Rodrigo dormir noites inteiras. Desde cedo percebemos que ele precisava muito do contacto connosco para se acalmar e adormecer. Por isso a opção pelo babywearing foi uma ajuda preciosa nos primeiros meses de vida. Hoje em dia a rotina de sono do Rodrigo passa por acordar perto das 08h00 ou 09h00 da manhã, fazer uma sesta de manhã perto das 11h00 e outra a seguir ao almoço - a qual por vezes pode "derrapar" para o final da tarde, quando vamos os dois passear perto de casa.

Depois do jantar, por volta das 21h30, é quando o levamos para o quarto e o tentamos adormecer. Nem sempre é fácil que durma nem que o faça durante muito tempo, às vezes acorda duas ou três vezes, ou mais, durante a noite!

Um dos truques que temos usado ultimamente é um difusor de óleos essenciais com Lavanda que colocamos a funcionar antes de o levar para o quarto, pois tem um efeito calmante. A verdade é que temos conseguido que durma mais noites seguidas ou com apenas uma interrupção o que é óptimo para o descanso dele e nosso também. 

23772877-6cd7-4e08-b7cb-5610e6e8269c.JPG

 Diogo

 

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D