Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

20
Abr19

À descoberta do mundo

Revista Saúda

mrf19032500024.jpg

 

O Rodrigo está numa fase muito bonita. É muito observador, gosta de descobrir, imitar tudo o que a irmã faz, eu, o pai… Também já sabe mais palavras. Agora chama o Zé, o melhor amigo. Chama a avó, o panda. Adora o panda! Quando se despede, diz adeus com as duas mãos a toda a gente. Faz “xau”, com uma alegria contagiante. É bom acompanhar o crescimento dele.

Vera

09
Abr19

A alimentação do Rodrigo

Revista Saúda

 

Tento que o Rodrigo coma alimentos com fibra para o ajudar a equilibrar o trânsito intestinal, o que nem sempre é fácil. A ameixa é uma das frutas que ele adora comer, mas não pode ser aos pedaços. Tem de ser inteira. É um menino muito autónomo em tudo. A refeição não é excepção!

 

06
Abr19

Preferências clubísticas

Revista Saúda

 

Sou do Futebol Clube do Porto e procuro influenciar os meus filhos. Como gostam muito de música, tenho o hábito de colocar as músicas do Porto e fazemos a festa juntos. Também é para "picar" um bocadinho a Vera que é do Benfica, confesso.

02
Abr19

Comida? Só inteira!

Revista Saúda

1.jpeg

 

O Rodrigo bebeu pelo biberão muito poucas vezes. Desde muito pequeno, mostrou bastante autonomia à refeição. Aos 18 meses, sinto que está a crescer e a desenvolver-se muito bem: já não quer o biberão, prefere um copo com palhinha. Também não quer o frango desfiado mas uma perna de frango na mão. E já prefere uma peça de fruta para roer, não a quer cortada. Se insisto, exclama logo: "Não. Dar de comer ao Rodrigo, nem pensar, eu já sou crescido.” O único problema é o estado em que a cozinha fica às vezes. Ainda por cima, quando é repreendido por deitar a comida para o chão, resmunga. Então, vamos deixar comer o nosso pequenote. Ele ainda está a aprender.

Hugo e Vera

31
Mar19

Mastigar? Só às vezes

Revista Saúda

 

BebeSauda_Dinis_IMG_7621.jpg

O Dinis continua muito preguiçoso à hora das refeições, em especial quando está em casa. Já mastiga melhor, mas só o faz quando realmente gosta da comida. Por norma é sempre muito difícil dar-lhe o almoço e o jantar pois ganhou o hábito de rejeitar tudo o que lhe damos para comer. Como ainda mama penso que é por isso que, quando está connosco, rejeita os sólidos. Na escola, as refeições já são temperadas e isso faz com que coma melhor.
Curiosamente e no que toca aos doces, o Dinis come muito bem! Quando há festas de aniversário na escola come tudo o que vê! A educadora de infância e as auxiliares até ficam admiradas com o apetite que ele revela quando há bolo ou outro tipo de doces.

Zara

30
Mar19

“Sou eu! O Rodrigo”

Revista Saúda

1551224843085.jpg

 

Quem consegue ficar indiferente diante do espelho? Ninguém. Muito menos o Rodrigo. Desde cedo gosta de ir para a frente do espelho. Agora descobriu-se a si próprio. É muito engraçado vê-lo à frente do espelho, dos vidros, de tudo o que reflecte, a dizer: «Olá! Olá!» e a dar risadas. Depois vai atrás ou para dentro do roupeiro ver quem lá está. Nesta fase tudo é uma descoberta.

 

Vera

26
Mar19

Um rapaz inteligente

Revista Saúda

2.jpeg

 

Quando olho para o Rodrigo com 18 meses, e penso no seu desenvolvimento motor, social e emocional, tenho tendência a compará-lo com o da Margarida. Eles são bastante diferentes: o Rodrigo é muito mais perspicaz. É espertalhão, percebe tudo o que lhe dizemos e faz o que mandamos. É também mais aventureiro: sobe para o sofá, sobe as escadas, para os bancos, imita a irmã em quase tudo. Mas a Margarida estava muito mais desenvolvida na linguagem. Com a idade dele, dizia muitas palavras e tinha inclusive um discurso perceptível. Até dizia "hello" e "good bye"!

Vera

24
Mar19

Palavras soltas

Revista Saúda

BebeSauda_Dinis_IMG_7801.jpg

O Dinis começa a dar os primeiros avanços na linguagem. Ultimamente, gosta muito de chamar pelos membros da nossa família. Ora chama «pai», «mãe», como também «avô» e «avó». Quando chama pelo irmão não o faz correctamente. Na na escola, há um casal de gémeos e como ele vê o menino chamar «mana» à irmã chama «mana» ao Miguel.
Também já imita novos animais. Se lhe dissermos o nome do animal, ele reage fazendo os respectivos sons. É capaz de imitar o cão, o galo ou a galinha, o pintainho, a vaca e o pato.
Quando está na escola e chega a hora do almoço começa a cantar «papa, papa, papa». Aliás, ele chama «papa» a toda a comida sendo que diz «pão» e «axa», que significa bolacha.
Nem as árvores lhe escapam, quando passamos por uma diz “avre”. E sabemos que também já diz o nome de uma das auxiliares da sala dele, chama-lhe “Nini”.
Zara

19
Mar19

A varicela chegou

Revista Saúda

 

rodrigo.jpeg

 

O Rodrigo quis receber a Primavera cheio de pintas. Passou pela primeira fase da varicela sempre bem-disposto, sem febre, mas com muitas pintas. Teve borbulhas em 95% do corpo! Já vai na segunda semana em casa e as borbulhas continuam a aparecer, mas começaram finalmente a secar. Parece-me agora que vão ser controladas. Borrifo-o com o produto para secar as borbulhas e aplico a pomada pelo corpo todo, na esperança de que não fiquem marcas para a vida.

 

Vera

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D