Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

27
Set18

Rodrigo, um rapaz sem problemas

Revista Saúda

ANF_Bebe_Fundão_051_net51.jpg

 

O Rodrigo entrou no infantário como se não fosse nada com ele. Impecável, não chorou nada. Aos nove meses, no entanto, começou a choramingar quando o deixava. Entrou na fase de estranhar pessoas e ambientes. E quando eu virava costas, ele parece que se interrogava: «para onde vai a minha mãe?» Adoptámos a estratégia de ser sempre entregue à Patrocínio, a auxiliar que está com ele no berçário. E assim vai sempre sem problemas até lhe dá os braços e vai logo brincar. Eu entrego-o de costas voltadas para mim e ele até às vezes volta-se e acena-me um «adeus» com a mão. Passa lá o dia muito bem, come e dorme bem a sesta. Entra às nove e meia e às cinco vou buscá-lo.     

Vera

08
Jan18

A importância dos objectos de transição

Revista Saúda

pintainho.JPG

 

Na escola o Dinis tem um pintainho amarelo que é o objecto de transição, assim quando está na escola ele sente que tem ali um cheirinho de casa. Desde pequenino que brinca com o pintainho, tem os mordedores e faz barulho. É um daqueles três, quatro bonequinhos que lhe demos, já a preparar terreno para a ida para o berçário. Para que ele sinta que tem ali uma coisa dele. E assim não se sente num ambiente estranho. Ele gosta deste boneco porque tem aqueles anéis para morder e gosta também de ver os reflexos no espelho. Com a música do pintainho amarelinho, canta a mãe, canta o pai e canta o mano.

 Luís

03
Ago17

Dinis vai para o berçário

Revista Saúda

Reflectimos muito sobre se o Dinis iria já para o berçário ou se, pelo contrário, ficaria comigo. Porém, face à experiência que tivemos com o Miguel, achámos por bem que ele fosse já inserido na comunidade escolar para não vir a sofrer aquilo que o irmão sofreu. O Miguel esteve comigo em casa, durante um ano, e após esse tempo percebemos que estava muito ligado a mim. Ele acabou por ficar demasiado apegado. A adaptação dele à escola acabou por ser muito, mesmo muito difícil. Já inscrevemos o Dinis e, à partida, ficará na mesma escola do irmão e isso agrada-nos bastante porque já conhecemos toda a comunidade escolar. Para além disso, também considerei que seria fulcral nesta fase ter algum tempo para mim uma vez que passei por uma situação não muito fácil em fim de gravidez. Sinto necessidade de cuidar de mim para depois, então, cuidar dos meninos e do Luís.

BebeDinisANF_TVC7387.jpg

 Zara

 

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D