Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

14
Nov19

A exploração dos limites e regras

Revista Saúda

IMG_20191031_112230.jpg

A educação parental é sempre fundamental, mas nos dois anos é prioritária. É quando começam a definir a personalidade. A Vera é "coração mole" e facilita mais. Eu, apesar de brincalhão, só falo uma vez e eles cumprem. A presença e afirmação do pai é fundamental nesta fase da educação. O Rodrigo explora e testa os limites ao máximo. É mesmo maroto. É um menino muito activo e é bom vê-lo crescer com saúde. Apesar dos desafios, já percebe os princípios básicos e as regras de uma boa educação. Raramente sai da mesa sem pedir “por favor, pede desculpa à mana quando a magoa e dá-lhe beijinhos. Diz obrigado, entre outras palavras, que nós designamos como mágicas.

Hugo

29
Out19

O meu dinossauro!

Revista Saúda

Rodrigo e o dinossauro.jpg

O Rodrigo continua a gostar muito de fazer lego, empilhar as caixas. Tem um dinossauro insuflável que adora, anda sempre com ele. Põe o dinossauro às costas, dança com ele, e se pomos músicas do Panda, ele dança com o dinossauro. É uma grande paixão! Também adora dançar, correr, e jogar às escondidas com a irmã.

Vera

25
Out19

O Rodrigo é do Porto?

Revista Saúda

O Rodrigo é do Porto.jpg

Tento incutir os valores do Futebol Clube do Porto aos dois. A Margarida é um bocadinho feijão pequeno: quando está com os avós é do Benfica, quando está com o pai é do Porto. Com o Rodrigo já é diferente. Ele não sabe dizer a palavra Benfica, só sabe Porto. E vê os vídeos do Youtube, as músicas e os golos que o Porto marca, porque eu mostro-lhe.

Hugo

18
Out19

Amor de irmãos

Revista Saúda

amor de irmaos.jpg

A relação do Rodrigo e da Margarida é muito boa. Têm uma grande afinidade. Quando a Margarida sai, ele pergunta: “a mana?”. Se ela por acaso for dormir à minha mãe, o Rodrigo passa o tempo a perguntar pela mana. É um amor infinito. Mas também já começaram a fase do gato e do rato. Mais o Rodrigo: é mais travesso. Arranha-a, apanha-lhe o cabelo… Ela tenta gerir. Tem muita calma. Não lhe bate, é bastante pacífica. Pede-lhe para não fazer aquilo. Depois, eu digo: Rodrigo pede desculpa à mana. E ele derrete-se em beijos. Ela derrete-se com os beijinhos e com os abracinhos dele e pronto, passa logo. Comportamento gera comportamento. Se ela começar a bater, ele continua e então andamos aqui em grandes birras e batalhas navais, e não é isso que se pretende.

Vera

07
Out19

Manos parecidos

Revista Saúda

Manos parecidos.jpg

Com esta idade, a Margarida era mais autónoma a nível da linguagem do que o Rodrigo. Com pouco mais de um ano dizia tudo. Mas no comportamento são bastante parecidos. A Margarida também o estimula e provoca. Ele quer fazer tudo o que a irmã faz. Agora adora fazer exercício físico e tudo serve para isso. Se a Margarida dá uma cambalhota, ele dá também. E sem medo. É bastante aventureiro.

Vera

17
Set19

“Hello” e “bye, bye”

Revista Saúda

 

A Margarida gosta muito de falar inglês. Sem ninguém ensinar, o Rodrigo começou a dizer “hello” e “bye, bye”. Recordo-me de a Margarida ter ido à consulta dos dois anos e de se despedir da pediatra em inglês. Ela já tinha fechado o computador e abriu para registar, achou piada. Fico muito feliz por eles desenvolverem esta apetência, já que o meu "calcanhar de Aquiles " sempre foi o inglês. Nesta fase, o Rodrigo está a aprimorar muitas características, inclusive a personalidade. A forma de falar, movimentar, interagir, o temperamento, o relacionamento com as outras crianças e com a família.

14
Set19

Mexer é bom e dá saúde!

Revista Saúda

exercício_

 

A prática regular de actividade física proporciona uma melhoria no bem-estar das crianças e ajuda ao desenvolvimento das suas habilidades psicomotoras e emocionais. Por influência principalmente da Margarida, que adora saltar à corda, jogar à macaca, correr e saltar, o Rodrigo adora mexer-se. É engraçado que tudo serve para fazer exercício: sofás, cadeiras, enfim... Nós apoiamos e colaboramos pois o exercício físico permite desenvolver habilidades de controlo, coordenação, equilíbrio, resistência e agilidade em diversas actividades pessoais e sociais.

 

Hugo

10
Set19

Férias e surpresas

Revista Saúda

IMG_20190620_113450.jpg

 

Fomos passar uma semana de férias a Sesimbra. Passámos momentos muito divertidos em família. Os pequenos adoraram a surpresa que lhes fizemos: ver os golfinhos no Rio Sado de barco. O Rodrigo adormeceu durante a viagem, mas a Margarida estava muito entusiasmada e fazia uns barulhos semelhantes aos dos golfinhos. Quando se aproximavam do barco, só ria e dizia: «Estou tão feliz. Obrigada, mãe e pai!» Para a ver assim tão alegre, valeu a pena. O Rodrigo ainda acordou a tempo de ver os golfinhos. Ficou muito sério a olhar até começar a chamá-los e a dizer: «Mãe, “oto”». Foram umas férias espectaculares.

 

Vera

27
Ago19

“Ó malhão, malhão”

Revista Saúda

 

O ‘Malhão’ é uma música que o Rodrigo já canta e dança há imenso tempo. Aliás, sempre que ouve uma música, começa a dançar. Parece ter nascido com o ritmo certo. Sempre que colocamos músicas infantis, ele dança mas, quando chega o Malhão, temos direito a coreografia e tudo.

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D