Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

22
Jul19

Abracinhos e beijinhos

Revista Saúda

IMG_20190505_114915.jpg

 

A Margarida é um amor com o Rodrigo, muito protectora. A maturidade é evidente, e adoro quando o chama de "Rodrigo" em vez de "Rodigo". Nele também é bastante visível o amor pelas manas, principalmente quando agarra as fotos dos três e abraça dizendo "manas”. Tem tanto de amor como de travessura: de vez em quando, também puxa o cabelo e morde na irmã.

 

Vera

21
Jul19

Que bicho tão giro!

Revista Saúda

gosto pelos animais 1.JPG

Não nos restam dúvidas de que o Dinis adora animais! Tanto em casa como na rua, sempre que os vê fica muito contente. Os animais que ele reconhece melhor são os da quinta e da selva. É natural, são aqueles que costuma ver em livros ou na TV. Por isso mesmo, é importante ver animais fora do comum, e reais, para conhecer o mundo.
Luís

16
Jul19

Estou lindo, mãe!

Revista Saúda

IMG_20190505_183325.jpg

 

O Rodrigo é muito maroto! Continua a ser um galanteador na rua, mas agora com mais vocabulário, o que torna o momento ainda mais engraçado. Nas férias parou a olhar para uma menina de cerca de 13 anos, fez a pose, disse “olá” e piscou o olho. Continuou a andar a olhar para trás, a dizer “xau”. Em casa, sempre que lhe tiro uma fotografia faz poses e sorrisos.

 

Vera

10
Jul19

Hora do espectáculo

Revista Saúda

atenção a ver o espectaculo.jpg

O Dinis já começa a prestar mais atenção às coisas. Testemunhámos isso na ida ao Zoomarine, durante os espectáculos com os animais. A cara de espanto e de concentração mostrava que estava muito atento ao que os golfinhos e leões-marinhos faziam e também às brincadeiras com os tratadores.

Luís e Zara
 
09
Jul19

O Contador de histórias

Revista Saúda

mrf19032600058.jpg

 

Aproximam-se os dois anos e o Rodrigo já começa a fazer pequenas frases. Diz " Não! Não! Ai! Bem, bem Mãe!” Mas mais engraçado nesta fase é ele contar as histórias à irmã. Puxa-lhe pela mão leva-a para o quarto dela, deitam-se os dois na cama e pede um livro de histórias. Depois começa a folhear as folhas e a contar: "O pai e a mãe, a mana, o cão... fage ão ão", depois vai dizendo as imagens que vê no livro mais uma série de palavras soltas. Algumas ainda são imperceptíveis. Não é tão comunicador como a irmã mas com o tempo chega lá.


Hugo

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D