Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

18
Jun19

Conhecer os animais da quinta

Revista Saúda

mrf19032600072.jpg

 

No Fundão há uma quinta pedagógica com animais, canteiros com algumas flores, ervas aromáticas, com cultivo também. É simpático. Eles aprendem a fazer pão. A Margarida já conhecia, o Rodrigo foi agora pela primeira vez. Ele ficou muito admirado com os cavalos, o bode, até os cães. É fantástico para os miúdos.

 

Vera

28
Mai19

Vida a quatro

Revista Saúda

mrf19032500029.jpg

 

A nossa vida deixou de ser a dois há muito tempo, passou a ser a quatro. Os momentos que temos a dois são escassos. Quando o pai está, a Margarida ocupa muita da sua atenção. Depois tem os dez por cento para o Rodrigo. E a mãe fica com um bocadinho. Aproveitamos para estar juntos, conversar quando eles vão dormir.

 

Hugo e Vera

25
Mai19

Quando as saudades apertam

Revista Saúda

mrf19032600080.jpg

 

Quando a Margarida era pequenina, custou bastante estar longe. Estava em período formativo por isso fiquei quase quatro meses fora de casa. Agora as coisas estão mais estabilizadas, não tenho andado tanto fora. Trabalho quatro dias e no quinto dia venho a casa. As novas tecnologias e redes sociais, ajudam bastante. Falamos várias vezes por videoconferência, durante o dia ou à noite.


Hugo

23
Abr19

As noites do Rodrigo

Revista Saúda

mrf19032600063.jpg

 

Ainda é difícil termos noites de sono completas. Por volta das 22h00, 22h30, o Rodrigo está a dormir. Por vezes, acorda às três da manhã, dou-lhe de mamar e meto-o outra vez na cama. Pelas 6h, 6h30 já está acordado. De vez em quando, dorme noites inteiras mas nem sempre. Tenho a sensação de que enquanto estiver muito dependente da mama, vai continuar a acordar durante a noite. Ele bebe um biberão de 270 de leite, dou-lhe mama e mesmo assim acorda.


Vera

20
Abr19

À descoberta do mundo

Revista Saúda

mrf19032500024.jpg

 

O Rodrigo está numa fase muito bonita. É muito observador, gosta de descobrir, imitar tudo o que a irmã faz, eu, o pai… Também já sabe mais palavras. Agora chama o Zé, o melhor amigo. Chama a avó, o panda. Adora o panda! Quando se despede, diz adeus com as duas mãos a toda a gente. Faz “xau”, com uma alegria contagiante. É bom acompanhar o crescimento dele.

Vera

06
Abr19

Preferências clubísticas

Revista Saúda

 

Sou do Futebol Clube do Porto e procuro influenciar os meus filhos. Como gostam muito de música, tenho o hábito de colocar as músicas do Porto e fazemos a festa juntos. Também é para "picar" um bocadinho a Vera que é do Benfica, confesso.

01
Abr19

Rir, o melhor remédio

Revista Saúda

 

mrf19011700015.jpg

Quando o Rodrigo faz alguma pequena asneira, há dias em que me dá muita vontade de rir. Tudo por causa das expressões de malandreco que ele faz… Mas, de um modo geral, posso dizer que me controlo. O riso fica cá dentro.
O meu pai é que é pior! (risos) Ele sim ri-se sempre das asneiras que o Rodrigo faz. Ele já se apercebeu disso e, então, repete-as sendo que, logo de seguida, chama sem parar pelo avô. Como quem diz: «Este é que me entende!».
Diogo

30
Mar19

“Sou eu! O Rodrigo”

Revista Saúda

1551224843085.jpg

 

Quem consegue ficar indiferente diante do espelho? Ninguém. Muito menos o Rodrigo. Desde cedo gosta de ir para a frente do espelho. Agora descobriu-se a si próprio. É muito engraçado vê-lo à frente do espelho, dos vidros, de tudo o que reflecte, a dizer: «Olá! Olá!» e a dar risadas. Depois vai atrás ou para dentro do roupeiro ver quem lá está. Nesta fase tudo é uma descoberta.

 

Vera

24
Mar19

Palavras soltas

Revista Saúda

BebeSauda_Dinis_IMG_7801.jpg

O Dinis começa a dar os primeiros avanços na linguagem. Ultimamente, gosta muito de chamar pelos membros da nossa família. Ora chama «pai», «mãe», como também «avô» e «avó». Quando chama pelo irmão não o faz correctamente. Na na escola, há um casal de gémeos e como ele vê o menino chamar «mana» à irmã chama «mana» ao Miguel.
Também já imita novos animais. Se lhe dissermos o nome do animal, ele reage fazendo os respectivos sons. É capaz de imitar o cão, o galo ou a galinha, o pintainho, a vaca e o pato.
Quando está na escola e chega a hora do almoço começa a cantar «papa, papa, papa». Aliás, ele chama «papa» a toda a comida sendo que diz «pão» e «axa», que significa bolacha.
Nem as árvores lhe escapam, quando passamos por uma diz “avre”. E sabemos que também já diz o nome de uma das auxiliares da sala dele, chama-lhe “Nini”.
Zara

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D