Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

20
Jun18

Treinador de bancada, até ao último minuto

Revista Saúda

2_dia002.jpg

Já decidi que vou ver os jogos da nossa selecção em casa. Não é muito recomendável que os veja na rua. Sou aquele tipo de espectador que encaixa no paradigma de treinador de bancada, e que me convenço seriamente que os jogadores são capazes de ouvir as minhas espectaculares indicações, durante a partida.

Sou também muito emocional e fortemente crítico dos jogadores – porque no fundo aquilo é extremamente fácil, e, se fosse eu corria mais e marcava mais golos. E, claro, o árbitro está sempre a roubar a equipa que estou a apoiar, como é evidente.

2_dia017.jpg

Daniel

19
Jun18

Chamar a música

Revista Saúda

 

 Nesta fase, o Dinis é muito curioso com aquilo que o rodeia. Tudo serve para brincar sejam os próprios brinquedos, os do irmão ou qualquer outro objecto da casa!

Acima de tudo, ele gosta muito de coisas que façam barulho. O piano do mano é o seu objecto preferido. Ele costuma ficar junto ao móvel da sala a bater nas teclas e a “curtir” o som. Outra coisa que ele gosta muito de fazer é jogar tudo o que apanha para o chão desde carrinhos, colheres, bolas, a bonecos… Ele atira, grita e, depois, vai tentar apanhar.


Luís

17
Jun18

Família feliz

Revista Saúda

 

Viemos passar uns dias ao Alentejo e ficámos alojados num sítio que tinha uma quinta e um estábulo com muitos cavalos. Foi uma animação! O Miguel adora tudo o que é bicharada, não tem medo de nenhum animal e diverte-se imenso a dar-lhes comida. O Dinis também estava muito atento a observar tudo. Ele achava muita graça às macacadas do mano enquanto o Miguel estava a dar palha aos cavalos. Para mim e para a Zara é muito engraçado ver os nossos filhos tão animados.Apesar de ser cansativo organizar uma saída de casa, devido a toda a logística envolvente, acaba por ser gratificante ver os nossos meninos deliciados com as brincadeiras. Para nós é importante ter estes momentos, sempre que é possível, pois não só quebramos a rotina como mudamos de ares.

Zara e Luís

 

2018-27-05-14-58-44.jpeg

Luís

16
Jun18

Tentativas de mãe

Revista Saúda

Furadouro016.jpg

 Tenho recorrido a novas estratégias para ver se a Margarida começa a ter outras rotinas de sono, mas não tem sido nada fácil… Uma das coisas que fiz, há umas semanas, foi seguir uma teoria que defende que o bebé é colocado no berço, mas, caso chore, os pais só podem ficar perto, sem o levantar.

Tentei, e, de facto, só tenho uma coisa a dizer: os três primeiros dias foram terríveis, mas a Margarida acabou por adormecer! 

No entanto, tudo aquilo pareceu-me muito violento - talvez até mais para mim do que para ela – e, por isso, ao fim do terceiro dia, desisti.
Quando estou a deitar-me, a Margarida chora imenso e põe-se aos berros… e eu, aí, confesso-vos, choro e não é pouco. Enfim, para já, não há muito a fazer. Sei que não vou dormir tão cedo, e isso é muito frustrante. Custa muito.


Ana

12
Jun18

Portugueses e com orgulho!

Revista Saúda

 

_DSC9870.JPG

Desde criança que eu e o desporto nunca fomos muito próximos. A verdade é que, em miúdo, tinha pouco jeito para lidar com a bola e, por isso, o meu interesse por futebol, daí para a frente, nunca foi muito. Mas sou um simpatizante do Benfica. 

Apesar de não dar grande importância ao futebol, os jogos da nossa Selecção mexem sempre com as nossas emoções. Sinto sempre que o ambiente vivido no estádio chega a nós. E o momento do hino é bastante forte e emotivo. Sou um português orgulhoso do nosso país e da nossa história.
Este ano, depois de sermos campeões da Europa, a fasquia está alta. Com a qualidade da nossa equipa, acredito que podemos chegar longe e, quem sabe, ganhar o Mundial. Este primeiro jogo é um grande desafio pois estaremos perante Espanha, é preciso pensar que sairemos vitoriosos.


Luís

 

09
Jun18

Rumo à vitória

Revista Saúda

_DSC0067.JPG

Admito que não tenho muita afinidade e simpatia por futebol. No entanto, tudo o que diz respeito ao meu país tem um significado especial. Gosto sempre de saber se Portugal vence, ou não, os jogos.

Não tenho nenhum jogador preferido, mas admito que o Cristiano Ronaldo não me é indiferente, não só pelo seu desempenho como desportista, mas também pela sua história de vida
Habitualmente, não faço grandes apostas em relação a resultados finais, mas, obviamente, faço votos para que Portugal saia vitorioso no seu primeiro jogo contra nuestros hermanos espanhóis. 

Zara

08
Jun18

A Protecção solar e o bebé

Revista Saúda

 

IMG_5849.jpg

 Com a chegada do Verão, as idas à praia passam a fazer parte da rotina.

Escolher o melhor protector solar muitas vezes não implica escolher o melhor produto de todos, mas o que melhor se adequa ao tipo de pele e à situação em questão.


Para a pele do bebé e crianças até aos 3 anos, está indicado um protector mineral porque como não é absorvido pela pele, o risco de provocar uma reacção é baixo. Vai formar uma barreira física na pele que reflecte os raios solares sem os absorver. O uso de protector é só uma parte da protecção solar, pelo que é muito importante seguir os seguintes cuidados:

• Evite a exposição solar nas horas de maior incidência de raios UV, entre as 11h e as16h30
• Ofereça líquidos aos pequeninos
• Ponha o protector de 2 em 2 horas e após o banho
• Use chapéu de aba larga, guarda-sol e óculos de sol
• Ponha protector solar antes de sair de casa
Após a praia, depois do banho aplique um cuidado hidratante pós-solar na pele, porque vai ter uma acção calmante e suavizante.

Luísa Lear, Farmacêutica

www.afarmaceutica.pt

06
Jun18

Feliz aniversário, amor meu!

Revista Saúda

2_dia016.jpg

Costuma dizer-se que o tempo passa muito rápido, que voa. Nisto da maternidade tudo acontece num piscar de olhos desde o momento em que sabemos que temos um bebé na barriga àquele segundo, que muda para sempre as nossas vidas - quando vemos, pela primeira vez, o rosto do nosso filho imaginado milhões de vezes.

A minha bebé vai fazer um ano. E há um ano - ou ainda ontem! - o meu coração duplicou. Conheci o segundo amor da minha vida, tão infinito quanto o primeiro.

Parabéns, minha (nossa) filha. Não só exijo do universo que sejas sempre imensamente feliz e saudável, mas que a sorte - que esteve do teu lado desde que nasceste - nunca te abandone. E nós, teus pais e mano, vamos estar sempre onde tu estiveres. Para sempre. Feliz aniversário, amor meu!

Ana e Daniel

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D