Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

12
Mai19

A hora da sesta

Revista Saúda

 

#MLP bebe sauda rodrigo lx 20190318_048.jpg

 

O Rodrigo dorme no carro, no carrinho e até dorme na mochila. As sestas correm sempre bastante bem. Não nos restringem muito quer em modo passeio ou viagem. Temos de ter atenção às horas. Porque se ele sair muito fora do horário, se saltar uma sesta aí sim, pode ficar mais embirrento. Mas se tivermos cuidado e fizer a sesta depois do almoço, não há grandes motivos para stresse. Além disso ele já avisa quando está com sono. E nós respeitamos o seu relógio biológico.    

Diogo

 

10
Mai19

Filhos dos nossos amigos, amigos do nosso filho são

Revista Saúda

 

Os amigos do Rodrigojpeg.jpeg

 

Temos vários amigos com filhos e isso facilita a vida social do Rodrigo. Fora os encontros ocasionais no parque com outras crianças, aos fins de semana tentamos marcar coisas com amigos com filhos com a mesma idade. Ainda este fim-de-semana passado esteve com um amiguinho, acontece naturalmente. Ultimamente temos promovido mais porque percebemos que ele anda a interagir mais com os outros miúdos. Até há dois meses essa interacção era praticamente inexistente. Eles iam brincar, cada um brincava com as suas coisas e não havia contacto entre si.

Diogo 

07
Mai19

A transição

Revista Saúda

#MLP bebe sauda rodrigo lx 20190318_056.jpg

 

Quando regressei ao trabalho fizemos a transição por passos. O objectivo era o Rodrigo não sentir um grande impacto com a mudança.  Comecei duas semanas antes a estar menos tempo com ele para se habituar a estar menos tempo comigo. Até sentir que estava bem. Passou a ficar com a ama absolutamente tranquilo. Ele é uma criança de fácil trato. Dá-se muito bem com as pessoas e acabou por não estranhar muito. Nos primeiros dias chamava por mim, mas nada de extraordinário. A transição correu mesmo muito bem. Quer para ele, quer para mim e dá para ver bem que é uma criança muito feliz. Não houve birras ou algum comportamento especial. O período de transição foi muito importante. Volta e meia eu ia aparecendo, até que finalmente houve um dia em que respirei fundo, fui trabalhar e só voltei no fim do dia.

Diogo 

03
Mai19

O menino portátil

Revista Saúda

 

 

20181025_133715.jpg

 

Não usamos o carrinho de bebé por uma questão prática. Quando passeamos em Belém há escadas por todo o lado e preferimos andar com o Rodrigo na mochila. Já existem mochilas preparadas para bebés até aos três anos. O único senão é o peso dele. São 12 quilos, e já começam a pesar um bocado. Se calhar os momentos que podíamos considerar mais chatos e em que o teria de pegar ao colo são os momentos favoritos dele para andar à solta. Há aqui uma combinação de factores que torna o carrinho um bem dispensável no nosso dia-a-dia. Se ele estiver com sono ponho-o na mochila e ele adormece. A mochila é bem construída e ele está muito próximo. O Rodrigo está aconchegado quase como um coala. E estando ele numa zona lombar, o equilíbrio do corpo também não se altera muito. A crescer desta maneira, vai ficar cada vez mais complicado. Mas o objectivo é que o Rodrigo seja mais autónomo e ande mais por ele.

 

Diogo

23
Abr19

Sujo-me, logo existo

Revista Saúda

#MLP bebe sauda rodrigo lx 20190318_032.jpg

 

O Rodrigo vai ficar em casa até Agosto. Depois em Setembro irá entrar na escola que escolhemos. É uma escola que promove muito a autonomia da criança. Não é montessoriana, mas dentro das opções que temos perto de casa é aquela que nos dá mais confiança na metodologia que aplicam. É um registo mais escola moderna. Tem condições óptimas e um espaço exterior que nós valorizamos imenso. Deixa as crianças serem crianças o que para nós é fundamental. Faz parte sujarem-se, caírem e brincarem.

Diogo

18
Abr19

Papá dá licença

Revista Saúda

#MLP bebe sauda rodrigo lx 20190318_051.jpg

 

O facto de ter estado dez meses em casa de licença, fez-me ficar com um apego maior ao meu filho, acho que é natural. Mas o regresso ao trabalho, correu bastante bem. Nos primeiros dias estranhei muito a mudança de rotinas, e é óbvio que tinha vontade de passar mais tempo com o meu filho, mas a transição correu bem. Não se pode dizer que tenha sido muito difícil, porque consigo todos os dias estar algumas horas de qualidade com ele.

Diogo  

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D