Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

06
Jan18

A verdade nua e crua

Revista Saúda

 

Furadouro041.jpg

 

Quando estou com a Margarida ao colo é o momento em que estou a prestar mais atenção a mim do que a ela. Arranjei uma posição boa, e ela fica ali sossegadinha.  Acabo por fazer qualquer coisa que me apeteça (entenda-se jogar PlayStation) e desligo-me um bocadinho dela. Não será o momento em que me sinto «o pai do ano». Aliás não tenho a soberba de me sentir o pai do ano. Faço o possível e o impossível para que os meus filhos sejam felizes, porque gosto muito deles. Inicialmente a Margarida ficava naquela posição deitada no meu peito e gostava muito. Com o irmão acontecia o mesmo. Só que agora às vezes já não vai muito à bola com isso. Quero dizer quando ela finalmente pára de chorar ao fim daquela hora e adormece ao meu colo num sono tranquilo, fico com aquela sensação: «Epá, és pai.» 

Daniel 

1 comentário

Comentar post

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D