Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

10
Set18

A “qualidade” do choro

Revista Saúda

ANF_bebe_Fundão_Ago18_31.jpg

 

Sou aquele tipo de mãe que analisa a gravidade do choro. Há o que sabemos que é mesmo de dor. Quando oiço esse, vou disparada. Os outros não. Se é um choro para chamar à atenção, ou se chora por alguma coisa que o incomoda, ou mesmo porque a Margarida está a ameaçá-lo, espero que a situação se resolva por si. Às vezes deixo-o a chorar um bocadinho, não exageradamente, depende muito das situações. Penso que vamos aprendendo a gerir cada caso conforme o tipo de choro.  

Vera 

 

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D