Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

31
Ago18

A febre é apenas um sintoma

Revista Saúda

Farmacéutica.jpg

 

A temperatura do corpo humano é de cerca de 37ºC. Se a criança estiver muito agasalhada ou num ambiente quente é provável que a temperatura corporal suba: “está quentinha” e tem as bochechas vermelhas.

Considera-se febre se os valores medidos de temperatura:

Rectal for superior a 38,0°C
Oral for superior a 37,5 °C
Axilar for superior a 37,2 °C
Timpânica for superior a 38,0 °C

 

Para saber se a criança tem febre não basta pôr a mão na testa, importa saber o valor da temperatura utilizando um termómetro para medir, lendo o folheto informativo que o acompanha.

Como medir?

A temperatura rectal é o método mais rigoroso, deite a criança de costas e introduza a ponta flexível do termómetro (de gálio ou digital) em cerca de 3 cm do ânus, num trajecto paralelo às costas da criança. A leitura com o termómetro digital faz-se ao 1º toque e, com o termómetro de gálio aos 3 minutos.

 

 Vale a pena recorrer a um serviço de saúde?

 

Sim, vale sempre a pena ir ao médico, porque só ele pode despistar outras possíveis causas para os sintomas que a febre pode esconder. Deve ir ao médico quando:

 

  • O bebé tiver menos de dois meses de idade (de idade corrigida se nasceu prematuro)
  • Se tiver idade inferior a seis meses com temperaturas iguais ou superiores a 40°C
  • Se tiver temperaturas axilares superiores a 40,0°C ou rectais superiores a 41°C
  • Se tem uma doença crónica grave

 

  • Se tem febre há cinco ou mais dias, ou se a febre reaparecer após 2 a 3 dias de temperaturas normais
  • Se houver outros sintomas associados como: náuseas, sonolência, vómitos, diarreia, dificuldade em engolir ou falta de apetite, dor de ouvidos, rigidez no pescoço, apatia, dificuldades respiratórias, manchas ou borbulhas na pele, dores nas articulações, convulsão, urina turva e/ou com mau cheiro.

Tomar um antipirético (diminui a febre) recomendado pelo pediatra na dose prescrita, medida com rigor, cumprindo os horários e intervalos entre as tomas. A criança deve beber bastantes líquidos, usar roupa leve, repousar em ambiente com temperatura amena, aplicar pachos de água fria várias vezes ao dia.

Não medique sem consultar o seu médico ou farmacêutico. Se necessário contacte o Centro de Contacto SNS 24 (808 24 24 24)

 

Luísa Leal, Farmacêutica

www.afarmacêutica.pt

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D