Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

29
Out18

Gratidão

Revista Saúda

BebeDinis_TVC3359if.jpg

Quando tive o Dinis e passei pela depressão pós-parto recordo-me de dizer firmemente que não queria ter mais filhos. Costumava dizer: «Nunca mais quero ter filhos. Não quero!». Neste momento já não penso tanto assim. Não quero com isto dizer que desejo ter mais filhos, mas já não sinto aquela aversão que cheguei a sentir. A maternidade foi um caminho que Deus e a vida me ofereceram e eu sinto-me muito grata por isso. Se não tivesse sido mãe não seria a pessoa que sou hoje. Aprendo muito com os meus filhos, com o Luís e a minha família.

Zara

21
Ago18

Passeios no parque

Revista Saúda

mrf20180405_MG_864500065.jpg

Pelo que temos vindo a perceber em Portugal não é muito comum existirem grupos onde os pais se juntam para de vez em quando passearem com os filhos. Talvez isso aconteça também porque as licenças de parentalidade são mais reduzidas que noutros países (como é o caso do norte da Europa).

De qualquer forma tivemos a sorte de conseguirmos encontrar algumas mães com disponibilidade e, de vez em quando, reunimo-nos num parque, ao ar livre. Esta convivência é muito saudável para os nossos bebés que interagem entre eles e muito útil também para nós como pais, pois permite que partilhemos as nossas dúvidas com outras pessoas que estão a viver a mesma situação que nós.

Ana

18
Ago18

Dentadinhas Exploratórias

Revista Saúda

 

Agora com 8 dentes o Rodrigo já gosta de dar dentadas nos alimentos em especial na fruta que costumamos guardar na cozinha e que ele, de vez em quando, gosta de roubar e trincar. Num destes dias fomos dar com ele já com uma pêra meia comida, todo contente.

Desde que a fruta esteja lavada achamos que é saudável que ele tenha este gosto por comer e explorar os alimentos, pois é a melhor forma de aprender e saborear. E a cara de maroto dele é impossível de resistir.


Ana

06
Ago18

Ter dois filhos: a melhor das dietas

Revista Saúda

 

mrf20180618_MG_743400060.jpg

Ter dois filhos é a melhor dieta para recuperar a forma física. Nunca fui de fazer dietas e também nunca fui grande praticante de desporto, faço apenas umas caminhadas, e pouco mais, mas o certo é que já consegui recuperar o meu peso inicial. Ando sempre de um lado para o outro quando chego a casa e acaba por não me sobrar tempo para descansar. Acho que a minha recuperação física se deve muito às minhas rotinas pois o tempo de descanso acaba por ser o tempo em que estou no trabalho. A partir do momento em que saio, com passagem no infantário para os ir buscar, o meu tempo de pausa acaba.

Vera

18
Jul18

Donos da cozinha

Revista Saúda

IMG_5542.JPG

Cá por casa os homens são os cozinheiros de serviço. Antes de haver crianças, já era eu quem dominava os tachos e, agora, tenho dois seguidores. O Miguel gosta muito de me ajudar a cozinhar, e o Dinis já fica muito curioso com o que estamos a fazer e junta-se para ver o que está a acontecer. Estou certo que um dia destes vai começar a pôr a mão na massa...
Luís

14
Jul18

Quanto charme, meu filho

Revista Saúda

 

mrf20180405_MG_882500065.jpg

O ‘Biquinho’ (a alcunha que lhe demos por causa da careta que faz a toda a gente) é um pequeno conquistador. Agora aprendeu a dar beijinhos e sempre que pedimos ou lhe damos beijinhos, ele dá de volta. Às vezes até acorda assim, e entre palmas e o apontar de dedos, lá vem uma série de beijinhos.
A parte gira é que a qualquer sítio que vamos seja um café, supermercado ou a um restaurante, ele brinda toda a gente (em especial as meninas) com beijinhos e um sorriso.
Com tanto charme espalhado por aí cheira-me que este rapaz ainda nos vai dar trabalho no futuro! :)

Ana

11
Jul18

Rabiscos coloridos

Revista Saúda

De dia para dia, o Dinis está mais crescido e faz acções bem diferentes! É muito giro vê-lo a agarrar em canetas e lápis e a fazer rabiscos no papel, no chão, ou nas paredes… Estas são pequenas conquistas para ele e grandes momentos para nós. O nosso coração fica cheio.

 Por outro lado, assistir à cumplicidade dos dois irmãos faz-nos muito felizes. O Dinis está agora na fase da imitação: observa o que o irmão faz, e tenta fazer igual.

Penso que este contacto com uma criança mais velha faz com que se desenvolva com mais rapidez. Notamos isso porque, mesmo não querendo, comparamos os dois e apercebemo-nos que, nesta idade, o Miguel ainda não fazia certas coisas que o Dinis já faz.

Luís

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D