Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

12
Out19

Sobre encontros

Revista Saúda

2771b8d5-917f-4187-827e-cc9645c39c1a.JPG

O Dido e a Maria vivem a 300km de distância, mas quando conseguimos juntamos os dois, ou cá ou lá.

Porque temos formas parecidas de ver a parentalidade e gostávamos muito de os ver construir uma amizade.

Porque rimo-nos sempre ao ver que a vergonha do reencontro se transforma rapidamente em cumplicidade.

Porque a Maria come TUDO e o Dido é menino para acompanhar essa pedalada.

Porque falam que é uma maravilha e são os dois meios desajeitados na parte motora.

Porque os nossos filhos aprenderam a lidar com pais que gostam MUITO de fotografia.

Porque é mais o que nos une do que aquilo que nos separa. E porque, simplesmente, gostamos de estar juntos️!

Ana

 

 

03
Out19

“É mesmo não, mãe?”

Revista Saúda

É mesmo não.jpg

O Rodrigo está numa fase muito engraçada, no pico do crescimento. Deixou de ser bebé, passou a ser uma criança. Já fala muito, percebe tudo e interage imenso. Às vezes sabe que está a fazer asneiras, chama-nos e mostra o que está a fazer. Sabe que não deve. É muito provocador. Se lhe dizemos para não fazer uma coisa, com cara de travesso, faz mesmo. O único ponto menos positivo é estar a começar a fase das birras. Mas tudo isso serve de aprendizagem. Ajuda sermos pais de segunda viagem porque temos as ferramentas para parar uma birra.

Vera

24
Set19

“Rex, anda cá!”

Revista Saúda

Rodrigo e o Rex.jpg

 

O Rodrigo adora animais. A vizinha tem galinhas e de vez em quando elas começam a cantar. Imita-as, tal e qual o som que elas fazem. Acho imensa piada. Está sempre a dizer para ir à vizinha Nazaré ver as galinhas. Quanto aos outros animais, sempre que vê um cão, é uma paixão. Quer ir tocar, ver. Sempre que vê um gato, é igual. Também reconhece bem os animais. O nosso Rex agora é uma piada porque ele já o chama. Já não chama “cão”. Chama: “Rex!” O cão aproxima-se e ele fica um pouco à defesa mas, como a irmã lhe faz festinhas, o Rex é um pachorrento, o Rodrigo aproxima-se.

 

Vera

17
Set19

“Hello” e “bye, bye”

Revista Saúda

 

A Margarida gosta muito de falar inglês. Sem ninguém ensinar, o Rodrigo começou a dizer “hello” e “bye, bye”. Recordo-me de a Margarida ter ido à consulta dos dois anos e de se despedir da pediatra em inglês. Ela já tinha fechado o computador e abriu para registar, achou piada. Fico muito feliz por eles desenvolverem esta apetência, já que o meu "calcanhar de Aquiles " sempre foi o inglês. Nesta fase, o Rodrigo está a aprimorar muitas características, inclusive a personalidade. A forma de falar, movimentar, interagir, o temperamento, o relacionamento com as outras crianças e com a família.

14
Set19

Mexer é bom e dá saúde!

Revista Saúda

exercício_

 

A prática regular de actividade física proporciona uma melhoria no bem-estar das crianças e ajuda ao desenvolvimento das suas habilidades psicomotoras e emocionais. Por influência principalmente da Margarida, que adora saltar à corda, jogar à macaca, correr e saltar, o Rodrigo adora mexer-se. É engraçado que tudo serve para fazer exercício: sofás, cadeiras, enfim... Nós apoiamos e colaboramos pois o exercício físico permite desenvolver habilidades de controlo, coordenação, equilíbrio, resistência e agilidade em diversas actividades pessoais e sociais.

 

Hugo

06
Set19

Vamos lavar os dentes!

Revista Saúda

 

Conseguimos finalmente integrar o Rodrigo na rotina de lavar os dentes de manhã e à noite. Escusado será dizer que a parte de que ele mais gosta é a bochechar e deitar fora a água. A Margarida é a professora nas questões da higiene.

03
Set19

O Rodrigo na sala dos mais crescidos

Revista Saúda

mrf19032500040.jpg

 

A educadora do Rodrigo disse-nos que iriam mudá-lo de sala. Já passou o mês de Julho a comer e dormir com os meninos mais crescidos, a ir para o parque brincar. Para nós, é uma satisfação pois ele sempre foi muito autónomo. No dia seguinte, já havia comentários das auxiliares a dizer que o Rodrigo era um espectáculo a comer e a dormir. No dia em que a educadora me viu, disse o mesmo e reforçou que ele quase nem precisa de babete, come sozinho, quase sem se sujar, na hora da sesta vai para a caminha dele sozinho deita-se e dorme. Acorda sempre bem-disposto e vai para o parque brincar com um sorriso contagiante.

 

Vera

16
Ago19

"Xim", mãe

Revista Saúda

 

A palavra preferida do Rodrigo era "não". Agora, diz muitas vezes "xim". Já conseguimos conversar com ele, tem bastante vocabulário e é muito engraçado. Ele percebe tudo o que lhe dizemos e relaciona as coisas. É uma fase fantástica. Ainda no outro dia lhe coloquei o boné ao contrário e ele disse: "Não é axim o né", e tirou-o. Eu coloquei bem e perguntei: “É assim, então?”, e ele respondeu: "Xim, mãe".

05
Ago19

De bebé a criança

Revista Saúda

2.jpeg

 

O Rodrigo é uma fonte de energia. Desde os 18 meses, tem tido um pico de crescimento, quer físico quer na linguagem e no desenvolvimento motor. É um gosto vê-lo crescer de forma saudável. Quando olho para ele, vejo que já não é um bebé. Mais parece um papagaio a repetir tudo o que eu digo. Fala bastante, acha piada e ri-se que nem um "tolo". Também adora brincar aos jogos de faz de conta, tanto sozinho como com a irmã.

 

Hugo

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D