Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

30
Ago19

Começar a preparar o regresso às rotinas rima com destralhar!

Revista Saúda

 

 

Luisaleal.jpeg

 

Nesta altura do ano somos invadidos por uma bipolaridade de sentimentos, que passo de imediato a explicar.

Em plenas férias ou final delas para algumas famílias, somos invadidos, ainda de chinela no pé e cheirinho a protector solar na pele, por mega campanhas de regresso às aulas.

Há toda uma panóplia de material escolar para comprar, organizado por cores e bonecada nas prateleiras dos hipermercados e lojas afins, revestido com a parangona da poupança.

Depois de algum tempo de reflexão sobre este fenómeno do regresso às rotinas, o primeiro passo a dar antes de gastar um cêntimo é arrumar, escolher o que se pode aproveitar do ano anterior para o novo ano. Reciclar e poupar pode ser o mote da preparação do regresso à escola.

Se não precisamos das “tralhas”, fica aqui a sugestão de doar e se estiver em mau estado coloca-se nos contentores de reciclagem.

Envolver os mais pequenos no destralhe é uma oportunidade para explicar-lhes que se pode poupar quando reaproveitamos. Assim fica mais fácil de perceberem o porquê de resistir à compra de mais uma mochila, de mais estojo, de canetas e lápis bonitos com o boneco X ou Y.

Façam uma inspeção às mochilas e a todo o material escolar que se pode reaproveitar de um ano para o outro, incluindo entre irmãos, primos e amigos.

Hoje em dia as crianças estão mais sensibilizadas para as causas ambientais e para a importância da reciclagem, por isso vamos aproveitar!

A estratégia pode passar além do material escolar pelo vestuário, os brinquedos, a reorganização do quarto, incluindo o espaço de estudo.

Andamos anos a acumular “tralha” que nem chega a ver a luz do dia.

Muito soro para lavar o nariz e um anti-histamínico de toma oral podem ajudar a enfrentar as crises alérgicas, nariz ora entupido ora a pingar, e os espirros em catapulta provocados pela quantidade de pó e ácaros que se enfrenta assim que se começa a fazer arrumações.

Se tem sugestões de destralhe, partilhe com a sua farmacêutica.

Luísa Leal, Farmacêutica

www.afarmacêutica.pt

30
Ago19

O piquenique em família

Revista Saúda

9.jpeg

 

Com o Verão, vêm os imigrantes. A minha cunhada (irmã do Hugo) chegou no dia 10 de Julho. No Domingo, fizemos um piquenique no Parque do Convento. Foi um dia muito bem passado. O meu afilhado tem cinco anos, então foi uma animação. Os miúdos brincaram, fizeram caminhadas, jogaram à bola, entre muitas outras brincadeiras. No final do dia, tomaram banho, jantaram e dormiram a noite toda, pois brincar também cansa.

 

Vera 

27
Ago19

“Ó malhão, malhão”

Revista Saúda

 

O ‘Malhão’ é uma música que o Rodrigo já canta e dança há imenso tempo. Aliás, sempre que ouve uma música, começa a dançar. Parece ter nascido com o ritmo certo. Sempre que colocamos músicas infantis, ele dança mas, quando chega o Malhão, temos direito a coreografia e tudo.

25
Ago19

O Monstro das Cores

Revista Saúda

 

#MLP 20190628 bebe sauda rodrigo lisboa 001.JPG

 

A maior parte dos adultos conhece as emoções, mas reprime-as. Já os bebés vivem-nas a todo o momento sem saber como lidar com elas. Nós, às vezes até temos que nomear as emoções e usamos algumas técnicas. Temos um livro muito bom que é o Monstro das Cores. Quando está a viver cada uma das emoções tem uma cor diferente. E explicamos as emoções um bocado através disso. É uma forma do Rodrigo ir aprendendo a nomear as suas próprias emoções. Quando o monstro está zangado fica vermelho.  É uma das histórias preferidas dele. O que percebemos é que ele já começa a aplicar. Há uma outra história que lemos em que uma menina perdeu o balão e começa a chorar. E ele já começa a perceber que uma consequência pode levar a um sentimento. Acho que o tem ajudado a arrumar os seus sentimentos    

Ana e Diogo  

24
Ago19

Dois anos de muita alegria

Revista Saúda

 

rodrigo_2anos.jpg

 

Todos os dias lutamos para que a alegria e a felicidade façam parte do dia-a-dia da nossa família. Os aniversários são mais momentos de alegria e convívio. O Rodriguinho fez dois anos no dia 22. Com decoração do Panda, a festa foi muito animada. O momento alto da festa foi quando o próprio Panda apareceu para dançar com a criançada. Fazemos tudo para ver os nossos filhos felizes. Que o sorriso seja uma constante e a vida o melhor palco para brincar. Nunca percas essa sede de descobrir e de alegrar tudo. Parabéns, nosso amor pequenino!

 

Os pais e manas que te adoram

 

Pág. 1/5

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D