Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

30
Out18

Brincar e desarrumar

Revista Saúda

ANF05012018DSCF3400.JPG

 Costumamos brincar que «uma casa arrumada não é uma casa feliz». A nossa apesar de ter uma zona só para brinquedos, estão espalhados por todo o lado. Se vai para a cozinha o Rodrigo agarra nas panelas e desarruma tudo. A seguir vai a Margarida e arruma tudo. Ela até me diz muitas vezes: «Oh mãe, ainda agora arrumei e o Rodrigo já está a desarrumar tudo.»

Na sala temos um espaço com argolas e umas pecinhas para eles colocarem. Mas a brincadeira preferida do Rodrigo é mesmo espalhar brinquedos por todo o lado. Gosta de andar e empurrar os carros que eram da irmã. Entre eles jogar à apanhada é a brincadeira predilecta. 

 

Vera

30
Out18

Testar limites

Revista Saúda

 

 

Net_ANF_bebe_StaCruz15.jpg

 

Como era de esperar o Rodrigo anda a testar os seus limites. Nós sentimos isso, porque ele de alguma forma começa a ter vontade própria. Para ajudar à festa, a motricidade fina é maior.

Ferramentas para dar conta destes testes de limites não há muitas. Às vezes basta distraí-lo. Quando é uma coisa que sabemos que não é possível fazer – como ele ainda não entende muito bem – a única solução é distraí-lo para outra situação e isso ajuda-nos a nós e a ele. Porque se ficarmos naquela coisa do «não faças isso», «não podes fazer», será frustrante para ele porque não percebe porque não pode. Claro que há uma expressão que usa muito:«não, não.» Porque a tem ouvido de várias pessoas. E dizemos: Não, não Rodrigo aí não. Sabe perfeitamente o que NÃO quer dizer.

Ana

 

29
Out18

Gratidão

Revista Saúda

BebeDinis_TVC3359if.jpg

Quando tive o Dinis e passei pela depressão pós-parto recordo-me de dizer firmemente que não queria ter mais filhos. Costumava dizer: «Nunca mais quero ter filhos. Não quero!». Neste momento já não penso tanto assim. Não quero com isto dizer que desejo ter mais filhos, mas já não sinto aquela aversão que cheguei a sentir. A maternidade foi um caminho que Deus e a vida me ofereceram e eu sinto-me muito grata por isso. Se não tivesse sido mãe não seria a pessoa que sou hoje. Aprendo muito com os meus filhos, com o Luís e a minha família.

Zara

26
Out18

O nariz do bebé está entupido

Revista Saúda

 

Farmacéutica.jpg

 

É normal os bebés espirrarem com frequência, é um mecanismo natural de expulsar as secreções.

A limpeza do nariz deve ser feita com cuidado e superficialmente, utilizando a ponta de um lenço de papel limpo. 

Se a criança tem o nariz entupido e/ ou as secrecções se tornam mais espessas, consequentemente vai ter dificuldade em respirar, por isso é necessário facilitar a sua remoção:

- Incentive a criança a beber mais líquidos;

- No banho promova a respiração do vapor de água durante aproximadamente dez minutos;

 - Utilize sem exageros um aspirador nasal que seja adequado à idade do bebé, para remover o muco. A aspiração das secrecções é uma manobra nada agradável para os mais pequenos, por isso é necessário fazê-lo com toda a calma e serenidade escolhendo um local confortável e uma posição relaxante.

- Aplique soro fisiológico ou sprays de água do mar para ajudar na limpeza do nariz, evitando assim complicações posteriores como infecções do ouvido (otite), sinusite ou tosse. Ao libertar o bebé do excesso de muco está a ajudar a criança a respirar corretamente, garantindo um sono tranquilo e que se alimenta sem qualquer dificuldade.

 

Luísa Leal, Farmacêutica

www.afarmacêutica.pt

Pág. 1/4

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D