Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

28
Fev18

Por amor

Bebé Saúda

 

BebeSauda_TVC6165.jpg

Antes de ser mãe tolerava muito bem as desarrumações, mas agora já não é assim. Passei a ter mais cuidado e tento ter tudo mais organizado pois sei que o Luís não tem tanta tolerância à desorganização como eu. Ele gosta da casa sempre bem arrumada. Passei a ter mais atenção para ele não stressar tanto. O meu pai sempre estudou e investigou muito e eu cresci a vê-lo rodeado de muitos livros e documentos. Habituei-me a ver coisas espalhadas por toda a casa. Mas o Luís já não é assim. Talvez esta faceta seja uma característica de farmacêuticos pois estão habituados a ter tudo organizado na farmácia.

Zara

27
Fev18

A alegria das avós

Bebé Saúda

DNA_AvoFernanda (1).jpg

As nossas mães ficam muito contentes quando lhes comunicamos que vamos jantar fora, ou temos um programa que nos leva a deixar o Rodrigo um par de horas. Elas adoram ficar com ele por isso ainda não precisámos de recorrer a uma babysitter. Cada avó aplica o seu método. A minha mãe anda mais com ele ao colo, e quando ele se deita fica mais pelo quarto. Já a mãe do Diogo (a avó Fernanda) tem um poder qualquer para adormecê-lo que ele nunca mais acorda. Todas as vezes que ela ficou com o Rodrigo, ele adormece que nem um anjinho e ela vai lá espreita-lo de vez em quando. 

Ana 

 

27
Fev18

O "difícil" regresso às aulas

Bebé Saúda

Vera trabalho.JPG

 

Nove meses depois, entre baixa de gravidez e licença, regressei ao trabalho. Nesse dia cresceu dentro de mim um misto de sentimentos contraditórios. Por um lado, estava cheia de vontade de voltar e de energia para planificar o ano de 2018, por outro, triste por deixar o meu pequeno príncipe que ainda depende muito de mim. Ao sair pela porta olhei para trás e ficou-me na memória o seu olhar, como que a questionar: «onde vais mãe?»

Com lágrimas nos olhos e de mão dada com a Margarida seguimos viagem. Cabe agora ao Hugo cuidar do Rodrigo e da casa enquanto eu levo a Margarida e sigo para o trabalho. Quando cheguei à Universidade, duas colegas esperavam-me com um abraço caloroso e uns chocolates deliciosos.

Vera 

 

26
Fev18

Abençoados 30 minutos

Bebé Saúda

 

Furadouro018.jpg

À noite, sempre que posso, gosto de ter pelo menos meia hora só para mim. Nesse período de tempo tomo um bom banho, ponho os meus cremes e cuido de mim… Enquanto o faço o Daniel fica a cuidar dos meninos. Às vezes acontece a Margarida começar a chorar e aos berros e aí eu tenho de me despachar mais rápido (risos). Independentemente de tudo isso, esses 30 minutos são um momento só meu, e é tão bom tê-los ao fim do dia...

Ana

25
Fev18

A mudança

Bebé Saúda

BebeSauda_TVC6566.jpg

Tenho-me sentido bem e mais motivada. Em Novembro, o meu médico retirou-me o medicamento que tomava para dormir e, na altura, foi um desafio para mim porque não sabia que reacção ia ter. Felizmente, estou bem e a dormir bem. Sinto-me entusiasmada e tenho até feito algumas manualidades. No outro dia, vi na televisão um programa que me despertou à atenção pois tinha várias sugestões de trabalhos manuais. Arrisquei e resolvi fazer um cesto de praia. Ofereci-o como prenda de Natal à minha mãe. E, agora, estou também a tentar fazer o Altar de Santo António, e é minha intenção terminá-lo e oferece-lo à avó Bia. Entretanto, senti também vontade de mudar de visual e fui ao cabeleireiro. Agora já tenho mais disponibilidade para estas coisas, e já tinha saudades…Tive vontade de cuidar de mim. Quis fazer as madeixas e alterar um pouco o meu visual.

Zara

24
Fev18

As brincadeiras preferidas do Rodrigo

Bebé Saúda

ANF_Bebe_Belem_10.jpg

 

O Rodrigo tem um ursinho azul com luzes e gosta muito de brincar com ele. Gosta de cócegas na barriga e de receber beijinhos nas bochechas, começa logo a rir. Nesta fase gosta de morder tudo e mais alguma coisa. Já acha graça à leitura de um livro e de o olhar com muita atenção. Gosta essencialmente de companhia, portanto as brincadeiras que ele gosta mais são connosco. Ele aprecia muito o contacto humano, nem que seja o som de vozes. Gosta de estar na presença de outras pessoas. Há uns dias fomos almoçar com uns amigos e éramos dez pessoas. Ele não chorou nada e até andou de colo em colo. Durante quatro horas. Estava entretido a ver e a ouvir. É muito atento e está sempre à procura de coisas novas. Mas se o deixássemos sozinho com um brinquedo penso que não achava tanta piada.

 Diogo 

 

 

23
Fev18

Gestos que aliviam as cólicas

Bebé Saúda

Farmacéutica.jpg

 

Quando o bebé chora incessantemente, agitando os braços e as pernas em sinal de desconforto na barriga, podem ser cólicas. Normalmente aparecem a partir da segunda semana de vida e tendem a desaparecer entre os três e quatro meses.

Não há apenas uma mas várias causas das cólicas: gases devido à ingestão de ar durante o choro ou enquanto mama; intolerância à lactose, alergia ao leite de vaca ou a algum alimento presente na dieta da mãe (se o bebé estiver a ser amamentado).

Durante a amamentação ou aleitamento, deve colocar o bebé numa posição mais vertical, porque facilita a expulsão do ar engolido e diminui os gases.

Se está a amamentar, deve estar atenta aos alimentos que poderão causar reacção no bebé, como por exemplo o leite de vaca, os condimentos, as bebidas como a cafeína e o tabaco.

Durante a mamada, o bebé deve esvaziar primeiro uma mama antes de passar para a outra.

Poderá ser necessário alterar o leite para uma alternativa sem lactose ou hidrolisada.

Há massagens ou posições que favorecem a expulsão de ar diminuindo o desconforto:

  • Massaje a zona abdominal no sentido dos ponteiros do relógio
  • Dobre as pernas sobre a barriga e pressione-a ligeiramente
  • Adopte a posição tigre na árvore - deite o bebé de barriga para baixo sobre o seu antebraço com a palma da mão virada para cima a segurar na zona da fralda, a cabeça deve ficar apoiada no cotovelo

As cólicas incomodam os bebés e preocupam os pais, mas com o tempo passam. Assim é importante nesta fase o colinho, a paciência e os miminhos para consolarem o bebé.

 

Luísa Leal, Farmacêutica

www.afarmaceutica.pt

22
Fev18

Fruta? Só às escondidas

Bebé Saúda

 

Furadouro029.jpg

 A Margarida tem reagido bem à introdução dos alimentos sólidos, mas já no que toca à fruta… não gosta. Arranjei um pequeno truque que é misturar um pouco de fruta na papa. É a única maneira para que, todos os dias, ela vá comendo alguma. Alguns bebés não gostam muito da fruta triturada e acham mais piada comê-la aos pedacinhos. Vamos ver se quando for um bocadinho mais crescida isto lhe passa e ela começa a comer melhor.

Ana

Pág. 1/4

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D