Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

18
Abr19

Papá dá licença

Revista Saúda

#MLP bebe sauda rodrigo lx 20190318_051.jpg

 

O facto de ter estado dez meses em casa de licença, fez-me ficar com um apego maior ao meu filho, acho que é natural. Mas o regresso ao trabalho, correu bastante bem. Nos primeiros dias estranhei muito a mudança de rotinas, e é óbvio que tinha vontade de passar mais tempo com o meu filho, mas a transição correu bem. Não se pode dizer que tenha sido muito difícil, porque consigo todos os dias estar algumas horas de qualidade com ele.

Diogo  

17
Abr19

"Professor" Miguel

Revista Saúda

professor Miguel.jpg

Incentivei mais a evolução do Miguel do que a do Dinis. Por exemplo, na linguagem. Com o Dinis tenho menos disponibilidade, porque já é o segundo filho. Mas agora é preciso intervir menos porque o irmão é quase um professor para ele. Para o Dinis, o Miguel é um estímulo e um exemplo. É quase um ídolo. Ele está sempre a observar como o mano se porta, como brinca, como faz certas tarefas. E, claro, vai imitando o irmão.

Zara

16
Abr19

Era uma vez...

Revista Saúda

 

Com a Primavera, vamos tentar desfraldar o Rodrigo. O ‘pitó’, o nome que damos ao bacio no Fundão, está na casa de banho e ele já diz que é para o cocó. Ele senta-se e acha piada. Já começa a fingir que está a fazer força mas, até agora, nunca fez nem chichi nem cocó. A Margarida anda toda entusiasmada com a situação e gosta de ir buscar livros e contar histórias ao irmão, enquanto ele está no ‘pitó’, na esperança de que algo aconteça. Vamos ver como corre.

16
Abr19

Prioridades

Revista Saúda

 

margarida_43.JPG

 

A Margarida já fala imenso. «Eu quelo» e «não conxigo» são as expressões mais usadas no momento. Ela já tem um vocabulário bastante extenso. Nós falamos muito com os nossos filhos. O irmão também começou a falar muito cedo, fala muito bem e acho que é uma boa influência para a Margarida. É giro ver que ela todos os dias vem com uma palavra nova.  Mal acorda começa a chamar pelo mano. Penso que a palavra mais dita por ela é mano. Com excepção para a palavra mamã que é a que está no pódio das preferências.

Ana 

14
Abr19

Que crescido!

Revista Saúda

Dinis 2 anos.jpg

No dia 12, o Dinis fez dois anos. Calhou a uma sexta-feira e, por isso, a festa foi na escola, com um bolo partilhado com os amigos. Ele já se entusiasma com estas celebrações, habituou-se com as festas dos colegas.
O tempo passou a correr! A partir dos dois anos há muitas mudanças, a nível comportamental e de autonomia. Notamos como o Dinis quer ser mais independente e fazer as coisas sozinho, mesmo que muitas vezes ainda não consiga.

Zara e Luís

13
Abr19

Penedo Furado, um pequeno paraíso

Revista Saúda

penedo_furado.jpg

 

Fizemos um trilho em Vila de Rei no meu trabalho. Como achei a zona tão bonita e estava para breve a abertura dos passadiços da praia fluvial do Penedo Furado, decidi programar um dia em família. O tempo que lhes dedico é limitado. Assim que soube que os passadiços estavam abertos ao público comecei logo a programar um passeio. Fomos no Domingo. Fizemos os passadiços que terminavam num lago e numa cascata lindíssima. Nesse dia, usámos todos os sentidos: saboreámos o almoço, vimos, ouvimos, cheirámos e tocámos no melhor que a natureza nos pode oferecer. Foi um dia muito bem passado. O Rodrigo adorou.

 

Hugo Silva

12
Abr19

RINITE ALÉRGICA…Atchimmmm!

Revista Saúda

Farmacéutica.jpg

 

É uma doença inflamatória da mucosa nasal, que se manifesta através de espirros, nariz entupido, comichão no nariz, olhos, garganta, ouvidos e céu-da-boca. Os olhos lacrimejantes e o pingo no nariz também fazem parte dos sintomas da doença.

A inflamação é provocada pelo contacto com agentes alergénios como por exemplo, os ácaros do pó presentes nos peluches da criança e os pelos do amigo de quatro patas. Os bolores, as poeiras e os pólenes (cujas concentrações no ar aumentam na primavera) também podem desencadear sintomas de rinite.

Há gestos que ajudam a controlar esta inflamação:

  • Uma boa higiene das fossas nasais, limpando-as regularmente com soro fisiológico ou água do mar,
  • Descongestionante, adequado à idade da criança, destinado ao tratamento sintomático da congestão nasal e protecção da mucosa.

Mas o melhor é mesmo prevenir a rinite, evitando a exposição à substância que causa a alergia:

  • Ventile e areje bem a casa, sobretudo o quarto
  • Evite tapetes, alcatifas, peluches, livros e tudo o que acumule pó
  • Aspire bem o chão e o colchão
  • Lave semanalmente os lençóis a temperaturas elevadas (+60°C)
  • Evite actividades ao ar livre quando as concentrações de pólenes forem mais elevadas
  • Encoraje a criança a usar óculos de sol ao ar livre,
  • Consulte os boletins polínicos quando planear passeios ao jardim ou ao parque.

Se não tratar a rinite de forma adequada, pode estar a abrir uma porta a outras doenças, como a sinusite ou a asma.

E agora chame o seu filhote porque está na hora de arrumar a bonecada lá de casa, apesar de fofos, os peluches são uma das maiores fontes de alergénicos e por isso deve evitá-los.

Luísa Leal, Farmacêutica

www.afarmacêutica.pt

Publicidade

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D