Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

17
Fev18

Baby Led Weaning em marcha

Bebé Saúda

BLW Rodrigo.jpg

 

Seis meses de vida e começa o desafio da alimentação complementar. Até agora o Rodrigo esteve em amamentação exclusiva, como sugere a Organização Mundial de Saúde. Daqui para a frente vamos introduzir os alimentos em modo BLW. Sem stress, sem imposições, sem medidas definidas, sem restrições. É um método diferente e talvez um pouco controverso que não segue o formato tradicional das sopas e papas e não restringe os alimentos que se dão. 

A comida é ele que leva à boca e nós confiamos. A comida somos nós que preparamos, sem passar ou transformar em puré e ele gosta, gosta muito. E o momento a três em que nos sentamos à mesa a comer passou a ser o preferido do nosso dia!

Tem curiosidade em saber mais sobre esta abordagem? Comente este post!

 Ana

13
Fev18

Poder vê-lo crescer

Bebé Saúda

 

ANF_Bebe_Belem_25.jpg

 

Encaro esta licença como a possibilidade de ver o meu filho crescer e poder ajudá-lo no crescimento. Ainda por cima, enquanto bebé está numa fase em que quase todas as semanas faz uma gracinha diferente. Sinto-me um privilegiado por poder testemunhar a primeira vez que ele fará uma série de coisas. É uma oportunidade que poucos homens têm. Vou cozinhar para ele. Nós vamos fazer uma alimentação um bocadinho diferente da habitual que a maioria dos pediatras recomenda. A nossa pediatra é adepta do Baby Led Weaning e, por isso, vou preparar vários tipos de alimentos, colocar à frente e ele, por sua vez, vai sujar-se e eu vou ter que limpar. Vai começar a gatinhar e depois a andar. Haverá aqui muita evolução. Vou-me dedicar a 100% ao Rodrigo. Não são propriamente férias, mas acabam por ser na medida em que não vou pensar em coisas de trabalho. Como diz a Ana: «Ninguém que cuida de um filho está de férias, seja homem ou mulher».

 Diogo

 

07
Fev18

Vinha com o pacote

Bebé Saúda

 

ANF_Bebe_Belem_39.jpg

 

Não sei se a palavra certa é frustração. Mas, acontece muitas vezes termos de parar o que estamos a fazer, seja uma série de televisão, seja a trabalhar um bocado ao fim da noite. Ou até mesmo se estamos a preparar algumas refeições para o dia seguinte. O Rodrigo acorda e temos que deixar imediatamente essa tarefa para ir ao encontro dele. Claro que isso nos quebra. É complicado, sobretudo à noite, se ele demora um bocado a voltar a adormecer, mas faz parte. Já sabíamos que vinha com o pacote. 

Ana 

04
Fev18

Dicas para fazer um bebé feliz

Bebé Saúda

ANF_Bebe_Belem_02.jpg

 

 

Se o Rodrigo está mais agitado e eu me mantiver calmo ele acalma-se naturalmente. Isto é uma coisa que tenho feito muito à noite quando ele acorda e está inquieto a chorar. Nessa altura pego nele e tento acalmá-lo cantando uma música calminha. Falo com ele devagar e baloiço-o um bocadinho. Devo dizer que quando o faço de uma forma mais tranquila resulta melhor do que se o fizer à pressa. Acho que o Rodrigo consegue sentir o que estamos a sentir.  E no fundo esta tranquilidade aproxima-nos. Não sei se é científico, mas é o que acontece. Quando estou mais calmo ele, tende a ficar mais calmo. Até hoje não tivemos nenhum stresse.

Diogo

 

23
Jan18

O balanço da minha licença

Bebé Saúda

 

 

_MG_2978.jpg

 

Sou uma pessoa muito activa e passar muito tempo fechada em casa não é coisa que me preenchesse a 100%.  Ao longo da licença tentei sempre estar com os nossos amigos e convidar pessoas para me virem fazer companhia. Havia dias que tinha amigos a almoçar cá em casa outros em que íamos passear, porque sinto que me faz bem o contacto. Houve sempre aquele momento em que ia ao computador e a minha equipa dava-me feedback do trabalho. Nunca me consegui desligar completamente do mundo social, nem do mundo do trabalho. Sempre tentei que esse mundo permanecesse, sendo que 95% da minha atenção estava virada para o Rodrigo. Ao longo dos meses fomos descobrindo algumas rotinas que podíamos fazer a dois ou a três. Ajuda o facto de usar o pano que amarro junto mim e ele adormece instantaneamente. Por isso ele nunca foi impeditivo que andasse pela casa a arrumar ou até preparar o almoço. Há uma gelataria ao pé de casa e íamos (e continuamos a ir) comer gelados com amigos. Vamos também muito ao Careca (pastelaria). Em simultâneo consigo passar horas com ele, a namorar e continuar com actividades que me fazem bem, e onde o posso incluir. Uma coisa que era ponto assente era tentar manter a Ana que existia, antes do Rodrigo nascer. Acho que esse tem sido o segredo para uma maternidade plena e feliz. 

 Ana

19
Jan18

A beber biberon com estilo

Bebé Saúda

 

 

 

O Rodrigo tem estado comigo em casa e cada vez é mais independente a comer. Desde cedo que, quando lhe dou o biberon, ele gosta de o agarrar. Mas numa das últimas vezes que lhe dei o biberon ele agarrou só com uma mão e eu achei piada. Resolvi filmar e enviar para a Ana e também aos nossos pais que costumam acompanhar os desenvolvimentos do neto através do Whatsapp. Digam lá que não ficou engraçado?

 

Diogo

16
Jan18

A importância dos mamilos de prata

Bebé Saúda

_MG_2998.jpg

 

Descobri os mamilos de prata através da minha cunhada que tinha uma amiga que tinha usado e disse maravilhas. Em Portugal não se usa muito, apesar de já se encontrar à venda nalgumas clínicas de amamentação. Em Itália todas as mulheres que dão de mamar usam e vende-se nas farmácias, fica aqui a sugestão. Eu não usei cremes nos mamilos, porque desde o inicio tive esta ajuda muito eficaz. São frescos ao toque e protegem os mamilos da roupa. A verdade é que até à data não tive nenhuma ferida, não tive nada, e penso que seja consequência do seu uso. Ando sempre com eles postos, a única coisa que se deve fazer é pôr uma gotinha de leite em contacto com os mamilos de prata, porque o leite também é regenerador. A manutenção é simples: devem lavar-se todos os dias com bicarbonato de sódio.     

 

Ana

13
Jan18

Ele é feliz ao teu colo

Bebé Saúda

Andreia3.JPG

 

A Andreia é minha amiga desde os 11 anos. Foi muito importante para mim quando voltei de Macau e aterrei numa cidade nova sem conhecer ninguém. Foi com ela que vivi alguns dos melhores momentos da minha vida. Já há alguns anos que ela vive em Inglaterra e sempre que vem a Portugal faz questão de nos visitar (e nós a ela). Curiosamente, e por coincidência, estava cá quando o Rodrigo nasceu, parece que foi de propósito! E claro, passou logo a ser a "tia Andreia". Agora é vê-la feliz com ele ao colo, e ele é muito feliz no colo dela. É também o colo dela que procuro sempre que preciso de uma palavra amiga. 

Ela até já se ofereceu para ficar com o Rodrigo durante uma semana para eu ir com o Diogo fazer mergulho. Da última vez deu bom resultado, foi quando o Rodrigo foi concebido!

Ana

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D