Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias de Amor

Blogue das aventuras de quatro bebés e os conselhos de um pediatra.

Histórias de Amor

29
Jul17

Desventuras a quatro

Bebé Saúda

Saímos para ir à gelataria, a bebé ia no carrinho e o Daniel (filho) numa espécie de mota/triciclo que lhe comprámos. Eu, feita chica esperta, fui a empurrá-lo. Tentava conduzir o raio da motoreta, sempre abaixada, quando senti uma dor a repuxar a barriga. Fiquei bastante assustada. Estávamos a uns dez metros da gelataria e regressámos a casa, sem fotos para o blogue e sem gelado. Hoje vamos tentar novamente sem o raio da mota. Coitado do Daniel (pai), acabou por sobrar para ele. Teve que voltar com o Daniel filho ao colo num braço e com a mota noutro. Foi bem giro e hoje não há fotos a ilustrar o nosso textinho.  

 

Ana

27
Jul17

Viagem às 32 semanas

Bebé Saúda

unnamed.jpg

 São mais ou menos 200 quilómetros de carro que nos separam do casamento da primeira sobrinha em Coimbra. A médica autorizou a viagem com a condição de que fizéssemos pequenas paragens pelo caminho.  E que fossemos com a mala para a maternidade não fosse acontecer um imprevisto chamado Rodrigo. Com calor o cansaço aumenta e as dores na coluna também. Mas seguimos viagem até à Mealhada, onde vivem os meus cunhados. Arranjámos tempo para sentir a brisa do mar e fazer um castelo de areia com a Margarida, o que soube muito bem. Quando o grande dia chegou mataram-se as saudades da família. Foi um dia bonito. O Hugo era o padrinho, a Margarida a menina das alianças e a noiva uma princesa. Foi uma aventura rápida, cansativa, mas muito feliz. Chegámos a casa no dia seguinte e só posso dizer que o nosso bebé testemunhou tudo isto sem uma única lamúria.      

Vera

25
Jul17

Sensação «Oh tempo volta pra trás»

Bebé Saúda

 

IMG_20170524_043014.jpg

 Ter um recém-nascido em casa mudou o nosso quotidiano de fio a pavio. A logística é completamente diferente. O que é necessário fazer, nem se fala. Enquanto um dá banho a um, o outro dá o banho a outro. Se o Dinis está a mamar, o Miguel tem que jantar e alguém (o pai) tem que dar o jantar ao Miguel. É tudo a dobrar e voltámos um bocado atrás no tempo. Quando já passávamos noites descansadas, voltámos a passá-las em claro. É andar para trás nesse aspecto. Fora esses percalços tem sido positivo. 

Luís 

Pág. 1/4

Publicidade

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D